segunda-feira, julho 30, 2012

Tortinhas de maçã e especiarias + o final de uma trilogia brilhante

English version

Spiced apple turnovers / Tortinhas de maçã e especiarias

Depois de meses de ansiedade – Christopher Nolan fez comigo o que Fincher fizera em 2010 e 2011 – o momento pelo qual aguardara tanto finalmente chegou: o dia em que eu veria o final de uma trilogia brilhante.

*spoilers*

Não usarei “perfeito” para descrever “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” – guardo o adjetivo para “O Cavaleiro das Trevas”, que para mim é um filme superior – mas lhes digo que poucos filmes tiveram o efeito que “OCDT” teve sobre mim; os primeiros minutos do filme me fizeram prender a respiração sem sequer perceber e fui arrebatada tanto pela trilha sonora poderosa quanto pela apresentação do vilão, o momento em que Tom Hardy inicia seu magnífico show como Bane – quando alguém usando uma máscara que cobre metade de seu rosto entrega a interpretação de uma vida sabemos que há coisa boa a caminho, e somente um ator que confia plenamente em seu diretor pode se entregar a algo assim, como poucos antes dele. Dá pra notar que Anne Hathaway se dedicou imensamente a seu personagem e merece o crédito por isso, mas Michelle Pfeiffer tornou impossível para qualquer mortal interpretar Selina Kyle – nem gosto de Pfeiffer, acho medíocre como atriz, mas a Mulher-Gato é um papel que ela interpretou à perfeição. Meses atrás li que Nolan havia feito o impossível para ter Marion Cotillard como Miranda Tate (ela seria a minha Mulher-Gato), mudando o calendário das filmagens para poder acomodar a gravidez da atriz, e somente após ver o filme é que entendi a razão – parabéns, Nolan, pois foi uma escola estupenda, e trazer os sempre maravilhosos Cillian Murphy e Liam Neeson para pontas foi a cereja do bolo.
Uma das muitas razões pelas quais acho a trilogia de Nolan uma obra-prima é a escolha do fabuloso elenco, que começa pela escolha de um ator realmente talentoso para o papel principal (diferentemente de seus antecessores) para então cercá-lo de gente igualmente talentosa; além disso, o diretor não tem medo de ir a lugares sombrios, o que faz perfeito sentido quando seu herói é uma pessoa sombria e problemática. Por isso é que alguns momentos do filme não me agradaram, como Selina beijando Batman antes de seu derradeiro vôo para explodir a bomba – achei piegas, o que não tem nada a ver com Nolan. A apresentação de Robin me desapontou deveras, pois não gosto do personagem e acho que Gordon-Levitt seria um Charada perfeito. Mas, de maneira geral, o filme foi tudo o que eu esperava que fosse: visualmente impecável, com um roteiro muito bom e performances idem; fecha o ciclo do personagem como deveria e provavelmente fará com que mais gente preste atenção a Tom Hardy, que teve a missão ingrata de “competir” com a performance sublime de Heath Ledger e fez um excelente trabalho. E de Nolan continuo esperando somente o melhor, pois é isso que ele mostrou até agora.

* fim dos spoilers*

Estas tortinhas, que para mim são a versão mais saudável e mais deliciosa das tortinhas de maçã de uma certa “lanchonete”, não são difíceis de fazer e tenho certeza de que agradarão crianças de qualquer idade; a receita vem do meu livro favorito de coisas doces, o livro sem o qual não vivo e que está com um preço ótimo na Amazon, site que venho tentando evitar ultimamente já que essa história de receber livro em menos de uma semana é uma tremenda tentação. :D

Tortinhas de maçã e especiarias
do sempre, sempre fantástico Bon Appetit Desserts: The Cookbook for All Things Sweet and Wonderful

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1 ½ xícaras (210g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de açúcar cristal
1 pitada de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, gelada e em cubinhos de 1cm
4 colheres (sopa) - ou mais - de água gelada

Recheio:
675g de maçãs Granny Smith, descascadas, miolos e sementes removidos, em cubinhos de 1cm
1/3 xícara (66g) de açúcar cristal
1 colher (chá) de conhaque
½ colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de extrato de baunilha
¼ colher (chá) de raspas de casca de limão siciliano
¼ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
1/8 colher (chá) de cravo em pó
6 colheres (chá) + 1 colher (sopa) de manteiga sem sal
cerca de 2 colheres (sopa) de açúcar cristal, extra

Massa: em uma tigela grande, misture a farinha, o açúcar e o sal com um batedor de arame. Junte a manteiga e misture com as pontas dos dedos, formando uma farofa grossa. Acrescente as 4 colheres (sopa) de água gelada e misture com um garfo até que os ingredientes comecem a se juntar, formando carocinhos úmidos – junte mais água, aos pouquinhos, se a massa estiver muito seca (fiz a massa no processador de alimentos).
Transfira a massa para uma superfície levemente untada e divida em 6 partes iguais. Forme uma bola com cada porção de massa, achate para formar um disco e embrulhe em filme plástico. Leve à geladeira por pelo menos 1 hora (pode ser refrigerada de um dia para o outro).
Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Com o rolo, abra cada porção de massa em um círculo de 20cm. Transfira-os para as assadeiras preparadas, cubra e leve à geladeira por mais 30 minutos.
Recheio: em uma tigela grande, misture as maçãs, o açúcar, o conhaque, a canela, a baunilha, as raspas de limão, a noz-moscada e o cravo. Cubra e deixe em temperatura ambiente por 30 minutos.
Pré-aqueça o forno a 200°C. Coloque ½ xícara do recheio drenado na parte inferior de um círculo de massa, deixando 2cm de borda sem recheio. Distribua 1 colher (chá) de manteiga em pedacinhos sobre o recheio, pincele as bordas da massa levemente com água e dobre, fechando todo o recheio dentro da massa. Aperte as beiradas da massa para fechar bem e em seguida pressione com um garfo para vedar. Repita com a massa e recheio restantes. Arrume as tortinhas em uma assadeira grande, forrada com papel manteiga. Faça três cortes na superfície de cada tortinha. Derreta a manteiga restante – 1 colher (sopa) – e pincele as tortinhas. Salpique com o açúcar extra e asse até que dourem, cerca de 30 minutos. Deixe esfriar levemente antes de servir.

Rend.: 6 unidades

sábado, julho 28, 2012

Cupcakes de baunilha com cobertura de geléia de cassis + uma boa notícia pros viciados em livros

English version

Vanilla cupcakes with blackcurrant preserves icing / Cupcakes de baunilha com cobertura de geléia de cassis

Procurando por uma receita para usar a geléia que sobrara deste bolo encontrei um velho recorte de revista com uma receita de cupcakes de maçã com cobertura de cassis; achei a idéia deliciosa, mas não havia mais maçãs em casa (eu as tinha consumido horas antes em forma de crumble, mea culpa). Achei que um sabor neutro, como baunilha, seria um bom substituto para as maçãs pois deixaria a cobertura de cassis brilhar – e foi assim que estes cupcakes macios e simples, porém gostosos foram criados.

Tenho uma ótima notícia para quem é viciado em livros como eu: a Amazon mudou o sistema de entrega de livros para o Brasil e agora eles são entregues via DHL; a minha última compra chegou aqui em 4 dias - alegria pura. :D

Cupcakes de baunilha com cobertura de geléia de cassis
adaptado do excelente Gourmet Today: More than 1000 All-New Recipes for the Contemporary Kitchen + um recorte velho de revista

Bolinhos:
¾ xícara (105g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
85g de manteiga sem sal, amolecida
1/3 xícara + 2 colheres (sopa) - 90g - de açúcar cristal
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1/3 xícara + 1 colher (sopa) de leite integral, temperatura ambiente

Cobertura:
½ xícara (70g) de açúcar de confeiteiro
100g de geléia de cassis
2-3 colher (chá)s de suco de limão siciliano ou tahiti

Pré-aqueça o forno a 180°C – você vai assar os bolinhos no centro do forno. Forre uma forma de muffin com 12 cavidades (cada cavidade tem capacidade para 1/3 xícara de massa) com forminhas de papel.
Em uma tigela média, misture a farinha, o fermento e o sal com um batedor de arame. Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte o ovo e bata para combinar. Raspe as laterais da tigela e acrescente a baunilha. Em velocidade baixa, junte os ingredientes secos e o leite, alternando-os, começando e terminando com os ingredientes secos. Misture apenas até incorporar.
Divida a massa entre as forminhas, enchendo-as até 2/3 de sua capacidade. Asse até que os bolinhos cresçam e dourem, cerca de 15 minutos (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma por 5 minutos e em seguida remova, com cuidado, transferindo para uma gradinha. Deixe esfriar completamente.
Cobertura: peneire o açúcar em uma tigela média. Junte a geléia e misture bem. Aos poucos, acrescente o suco de limão, misturando até a consistência desejada. Espalhe a cobertura sobre os bolinhos e deixe secar, cerca de 30 minutos.

Rend.: 12 cupcakes

quinta-feira, julho 26, 2012

Bolo de gengibre e melado + Christian Bale (de novo)

English version

Ginger and molasses cake / Bolo de gengibre e melado

Sei que ao lhes dizer novamente o quanto adoro Christian Bale vou parecer um disco riscado mas o que posso fazer? Além de ser um ator maravilhoso e versátil – um dos meus preferidos – ele tem aparecido nas manchetes ultimamente por razões muito bacanas: tem como não amar? :)
“Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” estréia aqui no Brasil amanhã e meus ingressos foram comprados há séculos – estou super ansiosa, não vejo a hora de assistir ao filme.

***

Este bolo, incrivelmente macio e deliciosamente perfumado com gengibre em pó e pontilhado com pedacinhos de gengibre cristalizado se tornou um favorito meu: tem um jeitão invernal (perfeito para julho), rende horrores e além de ser fácil de preparar usa-se apenas uma panela para isso (menos louça pra lavar). ;)

Bolo de gengibre e melado
um nadinha adaptado da sempre fabulosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

2 1/3 xícaras + 1 colher (sopa) - 335g - de farinha de trigo
1 colher (sopa) de gengibre em pó
1 pitada de sal
2/3 xícara (150g) de manteiga sem sal, picada
2/3 xícara de glucose de milho (a receita original pede golden syrup)
2/3 xícara de melado
2/3 xícara (116g) de açúcar mascavo escuro – aperte-o na xícara na hora de medir
1/3 xícara de gengibre cristalizado picado – pique, depois meça
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (sopa) de água quente
1 xícara (240ml) de buttermilk*
2 ovos
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de 20x30cm.
Em uma tigela média, peneire juntos a farinha, o gengibre em pó e o sal. Reserve.
Em uma panela grande, junte a manteiga, a glucose, o melado, o açúcar mascavo e o gengibre cristalizado e leve ao fogo baixo, mexendo, até a manteiga derreter e a mistura ficar homogênea. Retire do fogo. Em uma xícara pequena, misture o bicarbonato e a água quente. Adicione à panela e misture. Acrescente o buttermilk e os ovos e incorpore. Junte os ingredientes peneirados e misture. Despeje a massa na forma preparada e leve ao forno por 45-50 minutos ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma, sobre uma gradinha. Peneire o açúcar de confeiteiro sobre o bolo e sirva.

* para fazer 1 xícara de buttermilk em casa: coloque 1 colher (sopa) de suco de limão em uma xícara medidora de 240ml, complete com leite integral em temperatura ambiente e aguarde 10-15 minutos para sorar; use todo o conteúdo da xícara na usa receita

Rend.: 12-15 porções

terça-feira, julho 24, 2012

Bolinhos de chuva de maçã e buttermilk - uma deliciosa desculpa para fritura

English version

Apple and buttermilk fritters / Bolinhos de chuva de maçã e buttermilk

Não é nenhum segredo o quanto adoro a Gourmet Traveller – já fiz dezenas de receitas da revista, tudo uma delícia. Estou sempre de olho em várias receitas de lá (eu e minha interminável lista) e agora, por causa do outono, tenho procurado por aquelas com maçãs e pêras, além de querer preparar os doughnuts recheados com geléia de marmelo assim que conseguir comprar a fruta; enquanto isso não acontece, me delicio com estes bolinhos de chuva, que são ótimos e fáceis de preparar – não sou de fazer fritura em casa, mas estes bolinhos são a desculpa perfeita para isso. :)

Bolinhos de chuva de maçã e buttermilk
da sempre fantástica Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

Bolinhos:
1 ¾ xícaras + ½ colher (sopa) - 250g - de farinha de trigo
1½ colheres (sopa) de fermento em pó
1 colher (sopa) de canela em pó
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
raspas da casca de 1 limão siciliano
1 xícara (240ml) de buttermilk*
2 ovos, claras e gemas separadas
2 maçãs do tipo Granny Smith, raladas no ralador grosso
óleo vegetal, para fritar
1 pitada de sal

Açúcar e canela:
1 xícara (200g) de açúcar cristal ou refinado
1 colher (sopa) de canela em pó

Em uma tigela grande, peneire juntos a farinha, o fermento e a canela. Junte o açúcar e as raspas de limão e misture. Faça um buraco no centro dos ingredientes e acrescente o buttermilk, as gemas e a baunilha. Misture até homogeneizar, acrescente a maçã e misture. Deixe em temperatura ambiente por 30 minutos.
Prepare o açúcar com canela: misture os ingredientes em uma tigelinha e transfira para um prato grande.
Aqueça o óleo em uma panela pequena e funda até chegar a 180°C. Enquanto isso, bata as claras e o sal até obter picos firmes. Com o auxílio de uma espátula de silicone, incorpore gentilmente 1/3 das claras à massa, e então incorpore o restante das claras. Coloque a massa às colheradas no óleo e frite, virando, até dourar de todos os lados (2-3 minutos). Remova com uma escumadeira e coloque sobre papel toalha. Passe pelo açúcar e canela e sirva quente.

* para fazer 1 xícara de buttermilk em casa: coloque 1 colher (sopa) de suco de limão em uma xícara medidora de 240ml, complete com leite integral em temperatura ambiente e aguarde 10 minutos para sorar; use todo o conteúdo da xícara na usa receita

Rend.: cerca de 40 bolinhos

domingo, julho 22, 2012

Quadradinhos de cheesecake de manteiga de amendoim e chocolate + "Man of Steel"

English version

Chocolate peanut butter cheesecake squares / Quadradinhos de cheesecake de manteiga de amendoim e chocolate

Acabei de ter uma ótima surpresa na minha visita diária ao "Awards Daily": a adorável Sasha Stone postou não uma, mas duas versões do teaser de "Man of Steel", uma com a voz de Kevin Costner (Jonathan Kent) e a outra com a voz do sempre maravilhoso Russel Crowe, que interpretará Jor-El - se isso não é razão suficiente para aguardar ansiosamente o filme não sei o que pode ser. :)

O lindo teaser vem acompanhado de cheesecake, uma versão de manteiga de amendoim deliciosa da sempre maravilhosa Nigella Lawson.
Para mim, a cobertura de chocolate não fez falta nos quadradinhos de cheesecake de doce de leite, mas aqui ela é perfeita: a manteiga de amendoim tem um toquezinho salgado que o chocolate ao leite complementa lindamente.

Quadradinhos de cheesecake de manteiga de amendoim e chocolate
adaptadas do magnífico Nigella Kitchen: Recipes from the Heart of the Home

- xícara medidora de 240ml

Base:
140g de biscoitos maisena/Maria
2 ½ colheres (sopa) - 35g - de manteiga sem sal, amolecida

Recheio:
300g de cream cheese
2 ovos
2 gemas
2/3 xícara (133g) de açúcar cristal
1/3 xícara (80ml) de creme azedo (sour cream)*
2/3 xícara de manteiga de amendoim do tipo smooth

Cobertura:
2/3 xícara (160ml) de creme azedo (sour cream)
2/3 xícara (120g) de gotas de chocolate ao leite
1 ½ colheres (sopa) de açúcar mascavo

Pré-aqueça o forno a 160°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm e forre com duas camadas de papel alumínio, deixando sobras em lados opostos, formando “alças”. Unte o papel com manteiga.
Base: no processador de alimentos, moa os biscoitos. Junte a manteiga e processe até que a mistura pareça areia molhada. Transfira para a forma preparada e pressione no fundo dela para formar a massa do cheesecake. Leve à geladeira enquanto prepara o recheio.
Recheio: coloque o cream cheese, os ovos, as gemas, o açúcar, o creme azedo, a manteiga de amendoim e a baunilha na tigela limpa do processador de alimentos e processe até obter uma massa bem homogênea. Derrame sobre a base e asse por 1 hora (checando aos 50 minutos), somente até que o topo da mistura – e somente o topo – esteja firme e seco.
Retire o cheesecake do forno (mantenha-o aceso).
Cobertura: em uma panelinha, aqueça o creme azedo, o chocolate ao leite e o açúcar em fogo bem baixinho, mexendo sempre para incorporar o chocolate aos outros ingredientes enquanto ele derrete. Retire do fogo e espalhe sobre o cheesecake. Volte ao forno por mais 10 minutos*.
Retire do forno e deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Cubra com filme plástico e leve à geladeira de um dia para o outro.
Com cuidado, retire o cheesecake da forma usando as “alças” de papel alumínio e corte em quadradinhos.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

** a minha cobertura parecia igual mesmo depois de 10 minutos de forno, por isso a assei por 22 minutos (até ficar fosca e mais firme)

Rend.: 16 quadradinhos

sexta-feira, julho 20, 2012

Bolo de claras e limão siciliano com calda de limão siciliano e pistache

English version

Lemon angel food cake with lemon glaze and pistachios / Bolo de claras e limão siciliano com calda de limão siciliano e pistache

Esta receita deveria vir com um aviso: além de delicioso - afinal de contas, trata-se de um bolo de limão siciliano - a textura dele é tão levinha, tão parecida com um algodãozinho que sem perceber vocês vão se pegar indo à cozinha para repetir uma, duas vezes... (sim, experiência própria). :)

Para quem não tiver pistache em casa, acho que amêndoas ficariam ótimas aqui também.

Bolo de claras e limão siciliano com calda de limão siciliano e pistache
um nadinha adaptado da Bon Appétit

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 xícara (120g) de farinha para bolo (caseira: 100g de farinha de trigo + 20g de amido de milho)
1 xícara (200g) de açúcar cristal, uso dividido
1/8 colher (chá) de sal
10 claras grandes (280g), temperatura ambiente
raspas da casca de 2 limões sicilianos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (chá) de cremor tártaro

Calda e cobertura de limão siciliano:
½ xícara (100g) de açúcar cristal
4 colheres (sopa) de suco de limão siciliano, uso dividido
½ xícara (65g) de pistaches sem sal, levemente tostados, frios e finamente picados
½ xícara (70g) de açúcar de confeiteiro

Bolo: pré-aqueça o forno a 180°C – você vai assar o bolo no centro do forno. Separe uma forma de furo central com 25cm de diâmetro e 10cm de altura (não use forma antiaderente)*.
Peneire quatro vezes a farinha, ½ xícara (100g) do açúcar e o sal em uma tigela média. Na tigela grande da batedeira, usando o batedor de arame, bata as claras, as raspas de casca de limão e a baunilha em velocidade média até espumar (neste estágio a mistura pode ficar amarela-neon, mas depois volta ao normal). Junte o cremor tártaro e aumente para a velocidade alta, batendo até que picos suaves se formem. Aos poucos, acrescente o açúcar restante (1 xícara – 100g), sendo 2 colheres (sopa) por vez, batendo até que picos firmes se formem. Polvilhe 1/3 da mistura de farinha sobre as claras e misture delicadamente, de cima para baixo, com uma espátula de silicone. Junte os ingredientes restantes em duas etapas, misturando delicadamente. Transfira a massa para a forma e alise a superfície.
Asse até que o bolo esteja levemente dourado e um palito inserido na parte próxima ao centro do bolo saia limpo, cerca de 38 minutos. Imediatamente vire a forma de cabeça para baixo sobre uma gradinha e deixe esfriar completamente desta forma.
Inverta a forma novamente e, com uma faca ou espátula flexível e fina solte as laterais do bolo da forma, pressionando bem a espátula contra as paredes da forma para evitar danificar o bolo. Solte o bolo também das laterais do tubo central e do fundo da forma. Coloque um prato sobre a forma e inverta o bolo, removendo-o da forma, e em seguida inverta-o novamente em outro prato.

Calda e cobertura de limão: em uma panelinha, misture o açúcar cristal e 3 colheres (sopa) do suco de limão. Leve ao fogo médio, mexendo até o açúcar dissolver. Retire do fogo e pincele todo o bolo com esta calda. Imediatamente pressione o pistache por todo o bolo para aderir.
Em uma tigelinha, misture o açúcar de confeiteiro com 1 colher (sopa) restante do suco de limão. Espalhe a cobertura em fio sobre o bolo e deixe secar por 10 minutos antes de servir.
O bolo pode ser feito com 1 dia de antecedência – mantenha coberto em temperatura ambiente.

* usei uma forma antiaderente porque é a que tenho; o bolo não cresceu tanto quanto o da foto da receita original, mas ficou delicioso e com uma textura super leve, como um algodãozinho

Rend.: 10-12 porções

quarta-feira, julho 18, 2012

Orecchiette de forno com espinafre e queijos

English version

Spinach casserole with orecchiette and cheeses / Orecchiette de forno com espinafre e queijos

Conversando com uma colega do trabalho que emagreceu bastante descobri que a dieta que ela está seguindo não permite a ingestão de glúten e derivados de leite; por mais que eu adoraria eliminar alguns (vários?) quilos jamais conseguiria seguir uma dieta como aquela, pois não sobrevivo sem pão e queijo. Sei que há meios de substituir a farinha de trigo por outras sem glúten, mas só a idéia de viver sem queijo já me deixa mal-humorada. :)

Esta queijólatra que lhes escreve adorou o macarrão de forno da Amanda Hesser: além de ter dois tipos de queijo o prato é uma delícia, substancioso mesmo sem levar carne e perfeito para dias gelados.

Orecchiette de forno com espinafre e queijos
um tiquinho adaptado da maravilhosa bíblia de receitas da Amanda Hesser

- xícara medidora de 240ml

300g de espinafre
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 cebola grande, bem picadinha
2 dentes de alho gorduchos, amassados
1 ½ xícaras de tomate pelado picado – se só tiver inteiros, pique-os e depois meça
225g de orecchiette
½ xícara de queijo de cabra esfarelado
½ xícara de parmesão ralado na hora
sal e pimenta do reino moída na hora

Pré-aqueça o forno a 180°C. Separe um refratário com capacidade para 6 xícaras (1 litro e meio).
Lave o espinafre e remova todos os talos. Junte as folhas e faça um rolinho com elas (como um charuto). Corte em fatias finas.
Aqueça o azeite em uma panela grande, de fundo grosso. Junte a cebola e refogue em fogo médio até que fique macia (mas sem corar). Junte o alho e refogue. Acrescente o tomate pelado seguido do espinafre. Cozinhe por cerca de 5 minutos ou até o espinafre murchar.
Enquanto isso, cozinhe o orecchiette em uma panela com água salgada e fervente até que o macarrão fique al dente.
Retire o molho do fogo, junte o queijo de cabra e metade do parmesão e misture. Tempere com sal e pimenta.
Escorra o orecchiette e transfira para a panela com o molho, misturando para cobrir toda a massa com o molho. Transfira para o refratário e polvilhe com o parmesão restante. Leve ao forno por 15 minutos ou até que esteja bem aquecido. Sirva em seguida.

Rend.: 2 porções

segunda-feira, julho 16, 2012

Barrinhas duplas de brownie e cookie com gotas de chocolate

English version

Chocolate chip brownie double deckers / Barrinhas duplas de brownie e cookie com gotas de chocolate

Sendo alguém com uma dificuldade tremenda em escolher o que preparar estas barrinhas duplas foram a solução perfeita para o meu enigma de baking: duas camadas distintas, dois baked goods deliciosos em um só. Para tornar tudo ainda melhor, a receita é fácil de fazer e rende bastante, sendo ótima para dividir por aí – as minhas desapareceram do escritório num piscar de olhos... :)

A receita saiu de um livro de receita que comprei em um dia em que, quase morrendo de tédio, parti para a terapia do cartão de crédito – como não ligo para sapatos e bolsas como aparentemente todas as outras garotas ligam (ou se sentem obrigadas a fazê-lo para pertencer a um determinado grupo de pessoas), comprei alguns livros e "The Weekend Baker" foi uma grata surpresa: já fiz algumas receitas dele e tudo ficou uma delícia.

Chocolate chip brownie double deckers / Barrinhas duplas de brownie e cookie com gotas de chocolate

Barrinhas duplas de brownie e cookie com gotas de chocolate
do delicioso The Weekend Baker

- xícara medidora de 240ml

Camada de cookie:
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal
1 ¼ xícaras (218g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
1 1/3 xícaras (187g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara (180g) de gotas de chocolate meio-amargo

Camada de brownie:
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal, picada
¾ xícara (68g) de cacau em pó, sem adição de açúcar (peneirado se estiver com muitos grumos)
1 ½ xícaras + 3 colheres (sopa) - 336g - de açúcar cristal
¼ colher (chá) de sal
2 ovos grandes
1 ½ colher (chá) de extrato de baunilha
¾ xícara (105g) de farinha de trigo

Pré-aqueça o forno a 160°C*- você vai assar as barrinhas no centro do forno.
Forre uma forma retangular de 32x22cm com papel alumínio, deixando sobras em dois lados opostos da forma. Unte o papel com manteiga.
Camada de cookie: em uma panela média, derreta a manteiga em fogo médio. Remova a panela do fogo e junte o açúcar mascavo, mexendo bem para eliminar quaisquer grumos. Deixe a mistura esfriando enquanto prepara a camada de brownie.

Camada de brownie: em uma panela média, em fogo médio, derreta a manteiga. Remova do fogo e junte o cacau, mexendo bem com um batedor de arame até homogeneizar. Junte o açúcar e o sal e misture bem. Junte os ovos, um a um, mexendo bem a cada adição. Acrescente a baunilha com o segundo ovo e misture. Polvilhe a farinha sobre a mistura de chocolate e misture com uma espátula de silicone somente até incorporar. Transfira a massa para a forma preparada e espalhe bem. Alise a superfície. Reserve.
Finalize a camada de cookie: em uma tigelinha, misture bem a farinha, o bicarbonato e o sal. Se a mistura de manteiga e açúcar mascavo já estiver fria, junte o ovo e a baunilha e misture bem com o batedor de arame. Com uma espátula, incorpore a farinha e junte as gotas de chocolate.
Espalhe a massa às colheradas sobre a camada de brownie e alise a superfície. Asse por cerca de 40 minutos ou até que a superfície esteja dourada e um palito inserido no centro saia apenas com algumas migalhas úmidas de brownie – não asse demais ou a camada de brownie ressecará. Deixe esfriar completamente na forma, sobre uma gradinha. Corte em barrinhas de 5x5cm e sirva.

* por distração acabei assando as barrinhas a 180°C (no final funcionou direitinho)

Rend.: 24 unidades – fiz exatamente a receita acima usando uma forma de 20x30cm, achei as barrinhas bem encorpadas, por isso cortei cada quadradinho ao meio, fazendo porções menores

sexta-feira, julho 13, 2012

Bolo de limão siciliano com cardamomo, "50%" e um aniversário

English version

Lemon and cardamom cake / Bolo de limão siciliano com cardamomo

Sempre me interesso por grandes performances, especialmente dos atores e atrizes que adoro, por isso quis tanto ver “50%”: Joseph Gordon-Levitt está simplesmente espetacular no filme e Seth Rogen me surpreendeu demais, também, tenho de admitir.

*spoilers*

Câncer não é um assunto com o qual lido muito bem e apesar de ter chorado várias vezes enquanto via o filme ele não transmite uma sensação de peso, muito pelo contrário: há uma sensação de otimismo. Várias cenas me fizeram pensar em minha mãe, especialmente quando o personagem de Levitt descobre que está com câncer: nem posso imaginar o que ela sentiu ao ouvir a notícia, tendo 28 anos e duas crianças em casa (meu irmão tinha 1 ano e eu, 3). Senti uma tristeza profunda dentro de meu coração e até pensei em parar de assistir ao filme, mas ainda bem que prossegui: saber que pessoas sobrevivem a essa doença maldita diariamente me traz alegria e esperança.

Além de Levitt e Rogen, amei muito Anjelica Houston com a mãe: ela não aparece muito, mas quando o faz... Há uma tonelada de amor e preocupação e dor em seu personagem, o que para mim é difícil de desempenhar sem cair no piegas ou no sentimentalismo bobo e ela o faz brilhantemente, do jeito que somente as grandes atrizes conseguem (a cena do chá verde me fez chorar feito um bebê).

Nunca pensei que um filme sobre câncer pudesse ter um efeito tão positivo em mim.

* fim dos spoilers*

Achei que um filme com esse tipo de ligação com coisas que vivi deveria ser combinado com o meu tipo favorito de bolo: limão siciliano – não imaginava que cardamomo combinaria tão bem com limão siciliano quanto com laranja.

Aproveitando que há um bolo no post comemoro os seis anos do blog: o aniversário foi no dia 4/julho, mesmo dia em que o meu time ganhou a Libertadores e fiquei tão contente que acabei me tocando somente no dia seguinte. E isso também me lembra minha mãe: era foi a Corinthiana mais Corinthiana que conheci na vida. :)

Bolo de limão siciliano com cardamomo
um nadinha adaptado do simplesmente maravilhoso Good Things to Eat (o meu foi comprado aqui)

- xícara medidora de 240ml

1 ¼ xícaras (175g) de farinha de trigo
2 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
175g de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 175g - de açúcar demerara
raspas da casca + o suco de 2 limões sicilianos
1 colher (chá) de cardamomo moído na hora
3 ovos
¼ xícara (50g) de açúcar cristal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de bolo de inglês de 21x10cm, forre com papel manteiga e unte o papel também.
Peneire a farinha, o fermento e o sal em uma tigela média e reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar demerara, as raspas de casca de limão e o cardamomo até obter um creme claro e fofo – raspe as laterais da tigela ocasionalmente.
Junte os ovos, um a um – a mistura pode parecer talhada, mas não se preocupe.
Com uma espátula, misture os ingredientes peneirados somente até que sejam absorvidos pela massa. Rapidamente misture metade do suco de limão e espalhe a massa na forma preparada. Alise a superfície e asse por cerca de 40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito).
Enquanto o bolo ainda estiver quente, faça furinhos por toda a extensão da superfície com um palito de dente. Misture o suco de limão restante e o açúcar cristal em uma tigelinha, sem deixar o açúcar dissolver completamente. Espalhe a calda sobre o bolo, deixando que ela penetre nos furinhos. Deixe esfriar completamente na forma.

Rend.: 6-8 porções

quarta-feira, julho 11, 2012

Tortinhas de chocolate e caramelo com um toque de sal

English version

Salted chocolate caramel tartlets / Tortinhas de chocolate e caramelo salgado

Pensem em um timing perfeito: a edição de outono da minha revista de comida favorita chegou um dia depois de eu ter aberto um vidro de doce de leite para comer uma colherada dele (apenas UMA, gente, juro). :)
Já que não poderia comer o conteúdo restante do vidro – gostaria de fazê-lo, mas não poderia – começara a pensar em alguma coisa para preparar com o doce; foi quando folheando as lindas páginas da revista deparei com estas tortinhas – recheadas com doce de leite e cobertas com ganache, eram exatamente do que eu precisava.
Sei que nem todo mundo gosta de sal em sobremesas – minha irmã comeu a tortinha dela sem o sal – por isso considerem uma adição opcional.

***
E para vocês não acharem que me esqueci da trilogia “Jogos Vorazes”: depois de ler os dois primeiros livros em um espaço curto de tempo tenho procrastinado horrores com “Mockinjay” – sou só eu ou o livro é chaaaato mesmo? :/

Tortinhas de chocolate e caramelo com um toque de sal
um nadinha adaptadas da sempre maravilhosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
½ xícara (45g) de cacau em pó, sem adição de açúcar
½ xícara + 1 colher (sopa) - 78g - de açúcar de confeiteiro
1 pitada de sal
½ xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal, gelada e picada
3 gemas
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (sopa) de água gelada

Recheio e cobertura:
1 xícara de doce de leite
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco
120g de chocolate meio-amargo ou amargo
sal marinho em flocos, para polvilhar – usei Maldon, mas pessoalmente acho opcional (pode-se substituir por flor de sal)

Comece preparando a massa: coloque a farinha, o cacau, o açúcar de confeiteiro e o sal no processador de alimentos e pulse para combiná-los. Junte a manteiga e pulse até que a mistura pareça uma farofa grossa. Com o processador ligado, junte as gemas e a baunilha, seguidas da água gelada e processe apenas até que uma massa comece a se formar. Transfira a mistura para um pedaço grande de filme plástico e, com as pontas dos dedos, junte os pedacinhos todos formando uma massa. Forme um disco com ela, embrulhe no plástico e leve à geladeira por 2 horas ou de um dia para o outro.
Unte levemente com manteiga 6 forminhas para torta de 8cm de diâmetro. Divida a massa em seis partes iguais. Coloque cada porção de massa entre dois pedaços de papel manteiga levemente enfarinhados e, com o auxílio de um rolo, abra-a em um círculo rústico. Forre uma forminha com o círculo de massa e remova os excessos. Repita o processo com a massa restante. Faça furinhos com um garfo em toda a massa e leve ao freezer por 30 minutos. Pré-aqueça o forno a 180°C.
Unte o lado brilhante de um pedaço grande de papel alumínio e corte aproximadamente em seis quadrados; coloque cada quadrado, com o lado untado para baixo, sobre a massa, deixando-o diretamente em contato com ela. Agora, a melhor parte: já que você congelou a massa, não vai precisar usar pesinhos ou feijões secos sobre o papel alumínio para assar. Asse por 10-12 minutos. Retire do forno e remova cuidadosamente os pedaços de papel alumínio – se houver bolhas na massa, aperte-as com as costas de uma colher. Volte as bases de torta ao forno por mais 10-15 minutos ou até que estejam assadas. Deixe esfriar completamente nas forminhas.
Divida o doce de leite entre as bases de torta e espalhe com as costas de uma colher. Leve à geladeira por 30 minutos.
Coloque o creme de leite em uma panelinha e leve ao fogo alto até começar a ferver. Retire do fogo, junte o chocolate e misture até obter um creme homogêneo de brilhante. Espalhe a ganache sobre o doce de leite. Volte as tortinhas à geladeira por 2 horas ou até que o ganache firme. Salpique as tortinhas com sal e sirva.

Rend.: 6 unidades – fiz exatamente a receita acima, usei forminhas com 9cm de diâmetro e consegui 10 tortinhas; ao retirar a massa da geladeira preferi dividi-la em 8 partes, e depois consegui mais 2 tortinhas usando as sobras de massa (abri as sobras de massa uma única vez com o rolo, pois ao manipular demais a massa pode ficar dura)

segunda-feira, julho 09, 2012

Bolo de creme azedo e geléia de cassis

English version

Blackcurrant sour cream coffee cake / Bolo de creme azedo e geléia de cassis

Acabei de assistir a "O Espetacular Homem-Aranha" e apesar de achar o "espetacular" do título algo meio presunçoso gostei do filme: é um elenco ótimo, bem melhor do que o do primeiro filme dirigido por Sam Raimi. Mas Raimi tinha Willem Dafoe como vilão, e Willem Dafoe como vilão é a simplesmente a perfeição; aliás, Dafoe como qualquer coisa é a perfeição. :)
Em um mundo perfeito, o Aranha de Andrew Garfield seria dirigido por Sam Raimi.

Bem, o mundo não é perfeito mas esse bolo é: a massa é deliciosa e fica super macia por causa do creme azedo; usei geléia de cassis pois comprara um vidro por impulso, mas qualquer sabor aqui funciona: use o seu favorito.

Bolo de creme azedo e geléia de cassis
um nadinha adaptado da fantástica Food & Wine

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, amolecida
1 ½ xícaras (300g) de açúcar cristal
2 ovos grandes, temperatura ambiente
1 xícara de creme azedo (sour cream)*
1 colher (sopa) de extrato de baunilha
¾ xícara de geléia de cassis – ou outra de sua preferência
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma de furo central canelada (do tipo Bundt) de 25cm de diâmetro.
Em uma tigela média, misture a farinha, o fermento e o sal com um batedor de arame. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga até ficar cremosa. Junte o açúcar e bata até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição e raspando as laterais da tigela com uma espátula. Acrescente o creme azedo e a baunilha. Em velocidade baixa, junte os ingredientes secos e bata apenas até incorporar – a massa é bem espessa.
Separe ½ xícara de massa e espalhe o restante na forma. Com as costas de uma colher, faça uma espécie de calha no centro da massa, por toda sua extensão. Misture a geléia à ½ xícara de massa reservada e coloque a mistura dentro da “calha”.
Asse o bolo por cerca de 1 hora ou até que cresça e doure e as laterais se soltem da forma (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma,sobre uma gradinha, por 15 minutos, e então inverta sobre a gradinha e deixe esfriar completamente.
Polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 8-10 porções

sexta-feira, julho 06, 2012

Brownies fáceis com chocolate branco para alegrar o pessoal do trabalho

English version

Easy double choc brownies / Brownies fáceis com chocolate branco

Queria preparar brownies para levar para o trabalho mas tinha tanta coisa pra fazer que estava quase que sem tempo de prepará-los – foi quando peguei o livro de todas as coisas doces, do qual já fiz inúmeras delícias. Quando estou sem tempo de fuçar no Eat Your Books ou de folhear meus livros de receita vou direto Bon Appétit Desserts e até agora só tive ótimos resultados.

Estes brownies são fáceis, a receita pede por ingredientes simples e que são misturados em uma única panela e vocês podem fazê-los sem o chocolate branco – foi um toque meu para dar um tchan nos brownies. Totalmente opcional – e um sucesso com o pessoal do escritório.

Brownies fáceis com chocolate branco
um tiquinho adaptado do magnífico Bon Appetit Desserts: The Cookbook for All Things Sweet and Wonderful

140g de chocolate meio-amargo picadinho – usei um com 53% de cacau
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, picada
2 xícaras (400g) de açúcar cristal
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
4 ovos grandes
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (140g) de farinha de trigo
1 ¼ xícaras (230g) de gotas de chocolate branco

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma forma retangular de metal de 32x22x5cm* com papel alumínio e unte o papel com manteiga.
Junte o chocolate meio-amargo e a manteiga em uma panela de fundo grosso e leve ao fogo baixo, mexendo até derreter. Deixe esfriar 15 minutos. Junte o açúcar e a baunilha, seguidos dos ovos e o sal, misturando bem. Acrescente a farinha e misture apenas até que seja absorvida. Incorpore o chocolate branco. Espalhe a massa na forma e asse até que um palito inserido no centro dos brownies saia com algumas migalhas úmidas, cerca de 20 minutos. Deixe esfriar completamente na forma.
Corte em barrinhas ou quadradinhos e sirva.

* fiz exatamente a receita acima usando uma forma de 20x30cm

Rend.: 20 unidades

quarta-feira, julho 04, 2012

Bolo de laranja e cardamomo com casca de laranja em calda + uma pergunta para quem está nos EUA

English version

Orange cardamom pound cake with candied orange peel / Bolo de laranja e cardamomo com casca de laranja em calda

Fiz este bolo meses atrás mas esperei até agora para publicar a receita para não perturbar vocês com aquele meu drama do excesso de casca de laranja em calda. A receita era um bolo simples de laranja – coisa que adoro – com um toquinho de cardamomo – coisa que aprendi a adorar – e só acrescentei os pedacinhos de casca de laranja em calda porque não agüentava mais olhar para eles quando abria a geladeira. Então a maneira de preparar o bolo depende completamente de vocês - só peço que o façam, sim, pois é delicioso e super macio.

Agora uma pergunta para as leitoras que moram nos EUA – quero comprar uma boa 9x5in loaf pan e adoraria saber que marca vocês recomendam; andei olhando algumas na Amazon mas com o aval de vocês seria muito melhor. Obrigada!

Orange cardamom pound cake with candied orange peel / Bolo de laranja e cardamomo com casca de laranja em calda

Bolo de laranja e cardamomo com casca de laranja em calda
um nadinha adaptado do ótimo The Art and Soul of Baking

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal, amolecida
raspas da casca de 1 laranja
1 colher (chá) de cardamomo em pó
3 ovos grandes, temperatura ambiente
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 xícaras (240g) de farinha para bolo*
½ colher (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
1/3 xícara de creme azedo (sour cream)**
1/3 de casca de laranja em calda/cristalizada (se for em calda, drenada), picadinha (pique, depois meça) – opcional, usei caseira, receita aqui

Cobertura:
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro
½ a 1 colher (sopa) de suco de laranja, mais se necessário

Pré-aqueça o forno a 180°C – você vai assar o bolo no centro do forno. Unte com manteiga uma forma de bolo inglês de 21x11cm, forre com papel manteiga e unte o papel também.
Peneire juntos a farinha, o fermento e o sal em uma tigela média e reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar, as raspas de casca de laranja e o cardamomo até obter um creme claro e fofo. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente.
Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Junte a baunilha. Raspe a tigela novamente. Em velocidade baixa, junte os ingredientes peneirados em três adições alternando com o creme azedo em duas adições (comece e termine com os ingredientes secos). Com uma espátula, incorpore a laranja em calda (se for usar). Transfira a massa para a forma preparada, alise a superfície e asse por 45-55 minutos ou até que o bolo cresça, doure e esteja firme ao toque (faça o teste do palito). Transfira para uma gradinha e deixe esfriar completamente na forma. Desenforme e remova o papel.

Cobertura: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigela pequena e junte o suco aos poucos, misturando até obter a consistência desejada. Espalhe sobre o bolo já frio e aguarde 30 minutos antes de servir.

* farinha para bolo caseira: para preparar 1 xícara de farinha para bolo retire 2 colheres (sopa) de 1 xícara (140g) de farinha de trigo comum e adicione 2 colheres (sopa) de amido de milho

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 6-8 porções

segunda-feira, julho 02, 2012

Torta folhada de maçã e canela

English version

Apple and cinnamon tarte fines / Torta folhada de maçã e canela

Não sou grande fã de filmes de animação mas tenho alguns favoritos: “Procurando Nemo”, “Mulan”, “A Viagem de Chihiro” e “Kung Fu Panda” – o marido também adora o último e por isso ontem à noite assistimos a “Kung Fu Panda 2”. Tenho de dizer que escolher Jack Black e Dustin Hoffman para dublar Po e Shifu foi uma idéia iluminada – eles são perfeitos para os papéis. E meu ator favorito é tão completo e talentoso que dá show até mesmo em forma de desenho. :D
Apesar de acharmos o primeiro filme melhor, adoramos “Kung Fu Panda 2”, e no final o João olhava para mim e sorria: eu estava chorando feito um bebê. :D

***
Esta torta, apesar de simples e de levar apenas 5 ingredientes,foi um sucesso enorme com as minhas cunhadas: elas amaram. Na verdade, é mais um trabalho de montagem do que uma receita propriamente dita, mas por causa dos elogios todos que recebi por ela achei que deveria compartilhá-la com vocês.

Torta folhada de maçã e canela
da sempre linda e deliciosa Australian Gourmet Traveller

1 folha de massa folhada de 350g, ou meia receita da massa folhada rápida da Ana
2 maçãs do tipo Granny Smith pequenas, inteiras
3 colheres (sopa) de açúcar cristal
1 colher (chá) de canela em pó
1 ½ colheres (sopa) de manteiga sem sal

Pré-aqueça o forno a 220°C e coloque uma assadeira grande, de beiradas baixas, para aquecer no forno.
Corte um retângulo de 23x25cm na massa folhada e transfira para um pedaço de papel manteiga (usei papel alumínio). Faça furinhos com um garfo em toda a massa.
Corte as maças em fatias bem finas (2mm) usando uma mandolina e arrume-as sobre massa, sobrepondo-as e deixando 5mm de borda sem recheio. Em uma tigelinha, misture o açúcar e a canela. Salpique metade da mistura sobre as maçãs. Espalhe pedacinhos de metade da manteiga sobre as maçãs. Transfira o papel com a torta para a assadeira quente, volte ao forno e asse até que a massa comece a dourar, 8-10 minutos. Polvilhe com o restante do açúcar e canela, espalhe o restante da manteiga em pedacinhos sobre o recheio e volte a torta ao forno até que a massa doure bem e as maçãs estejam macias, 10-15 minutos.
Deixe esfriar sobre uma gradinha por 5 minutos e então transfira o papel com a torta para a gradinha. Sirva morna com chantilly ou sorvete de baunilha.

Rend.: 6 porções

Related Posts with Thumbnails