sábado, junho 30, 2012

Cookies de butterscotch e chocolate branco

English version

White chocolate butterscotch cookies / Cookies de butterscotch e chocolate branco

Leio o fantástico "Awards Daily" todos os dias e ontem vi o trailer de "The Sessions": vocês sabem que adoro John Hawkes e ele está quebrando tudo neste filme; antes de assistir ao trailer achei que o filme teria um jeitão de drama mas há um toque de comédia que amei - William H. Macy parece ótimo como o padre. Pronto, mais um filme pelo qual vou aguardar ansiosamente - acho que a lista não tem fim, mesmo. ;)

Outra lista sem fim é de receitas que quero experimentar e, para ser honesta, estes biscoitos não estavam lá no topo da lista, não; eu queria mesmo era fazer algo com fruta mas não tinha nenhuma em casa, por isso o pacote de gotas de chocolate branco acabou me inspirando a preparar esta receita da Martha, o que foi uma surpresa muito boa: os biscoitos foram fáceis de fazer e ficaram deliciosos.

Cookies de butterscotch e chocolate branco
um nadinha adaptados do maravilhoso Martha Stewart's Baking Handbook

- xícara medidora de 240ml

1 ¾ xícaras (245g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 198g - de manteiga sem sal, temperatura ambiente
1 ¼ xícaras (220g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
1 ovo grande
1 colher (sopa) de extrato de baunilha
225g de chocolate branco, em pedacinhos de aproximadamente 6mm – usei gotas

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grades, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigela média misture bem com um batedor de arame a farinha, o bicarbonato e o sal.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro. Raspe as laterais da tigela. Junte o ovo e a baunilha e bata para incorporar. Em velocidade baixa, junte os ingredientes secos em duas etapas e bata somente até combinar. Com o auxílio de uma espátula, incorpore o chocolate.
Separe porções de 2 colheres (sopa) de massa por biscoito e coloque nas formas preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por cerca de 15 minutos ou até que os biscoitos dourem nas extremidades , girando a assadeira na metade do tempo. Deixe esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 2 minutos, e então remova com uma espátula de metal, transferindo os biscoitos para a gradinha. Deixe esfriar completamente.
Os biscoitos podem ser guardados em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 4 dias.

Rend.: 2 dúzias – usei 2 colheres (sopa) niveladas de massa por cookie e consegui 30

quinta-feira, junho 28, 2012

Pandowdy de pêra e framboesa com um toque de gengibre

English version

Gingered pear and raspberry pandowdy / Pandowdy de pêra e framboesa com um toque de gengibre

Apesar de amar sua primeira colaboração cinematográfica, não sou fã nem de Burton nem de Depp (tanto juntos quanto separados). Burton não é o tipo de diretor que admiro e acho Depp limitado demais como ator – optar pelo papel do esquisito não necessariamente significa talento. Para piorar, eles assassinaram um dos filmes mais importantes de minha infância. Dito isso, vocês têm de saber o quanto adorei “Sombras da Noite” – ri tanto que saí renovada do cinema. Não sei se porque depois do horroroso “Alice no País das Maravilhas” eu não tinha expectativa nenhuma sobre o trabalho novo de Burton achei o roteiro engraçado e espirituoso e Depp está absolutamente fantástico como Barnabas – sua performance vai muito além de toda aquela maquiagem e dá pra perceber o quanto ele está se divertindo encarnando o vampiro. Eva Green, uma atriz que nunca imaginei ter um timing tão bom para comédia, está magnífica. A única coisa de que não gostei em “Sombras da Noite” Foi Chloe Moretz – ela tem apenas 15 anos e faz tanta força para ser uma femme fatale, com todos aqueles olhares lânguidos, o cabelão e biquinhos mil... Nada bom. Ainda assim, vale muito a pena ver o filme – rir tanto em uma segunda-feira foi mesmo um ótimo jeito de começar a semana. :D

***
Crumbles são a minha sobremesa favorita e por isso todas as variações de sobremesas quentinhas envolvendo frutas têm a minha pronta atenção: depois do pandowdy de maçã, já era hora de experimentar outra versão deste doce delicioso – as pêras e framboesas ficaram ótimas juntas e a massinha da cobertura, com toques de gengibre aqui e ali, complementou as frutas lindamente.

Pandowdy de pêra e framboesa com um toque de gengibre
do fabuloso Rustic Fruit Desserts: Crumbles, Buckles, Cobblers, Pandowdies, and More

- xícara medidora de 240ml

Recheio de frutas:
½ xícara (100g) de açúcar cristal
2 colher (sopa)s + 1 colher (chá) de amido de milho
1 pitada de sal
4 pêras grandes, descascadas, miolo e sementes removidos, fatiadas (1kg depois de preparadas)
1 colher (sopa) de suco de limão siciliano
250g (2 xícaras) de framboesas, frescas ou congeladas – usei congeladas, sem descongelar antes
1 colher (sopa) de manteiga sem sal, gelada e picada em pedacinhos pequenos

Cobertura:
1 ¾ xícaras (245g) de farinha de trigo
3 colher (sopa)s de açúcar cristal + 1 colher (sopa) extra, para polvilhar
¾ colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
10 colher (sopa)s (140g) de manteiga sem sal, gelada e em cubinhos
1/3 xícara de gengibre cristalizado picadinho – meça depois de picar
2/3 xícara (160ml) de buttermilk gelado + 1 colher (sopa) extra, para pincelar*

Pré-aqueça o forno a 200°C – você vai assar o pandowdy na grade inferior do forno. Unte com manteiga uma forma funda de torta ou uma frigideira de ferro fundido de 22cm de diâmetro.
Recheio: em uma tigela grande, misture bem com as pontas dos dedos o açúcar, o amido e o sal. Junte as pêras e o suco de limão e misture para cobrir as frutas com os outros ingredientes. Gentilmente, misture as framboesas e então transfira o recheio para a forma/frigideira preparada. Espalhe os pedacinhos de manteiga sobre o recheio.

Cobertura: em uma tigela média, misture a farinha, as 3 colheres (sopa) de açúcar, o fermento e o sal. Junte a manteiga e misture para cobri-la com os ingredientes secos. Com as pontas dos dedos, vá misturando a manteiga com os outros ingredientes até obter uma farofa grossa, com pedacinhos de manteiga do tamanho de ervilhas graúdas. Junte o gengibre e então derrame os 2/3 xícara de buttermilk e misture apenas até umedecer os ingredientes secos - a minha massa ficou mole demais, por isso juntei 1 colher (sopa) de farinha.
Haverá ainda pedaços grandes de manteiga visíveis na massa. Transfira para uma superfície levemente enfarinhada e gentilmente pressione os pedaços de massa para juntá-los, pressionando para formar um círculo de 22cm. Com jeitinho, acomode a massa sobre o recheio. Pincele com 1 colher (sopa) de buttermilk e salpique com 1 colher (sopa) de açúcar.
Asse na parte inferior do forno por 30 minutos, baixe a temperatura para 180°C e asse por mais 20 minutos ou até que a massa doure e o recheio esteja borbulhando.
Deixe esfriar por 30 minutos antes de servir.

* para fazer 1 xícara de buttermilk em casa: coloque 1 colher (sopa) de suco de limão em uma xícara medidora de 240ml, complete com leite integral em temperatura ambiente e aguarde 10 minutos para sorar; use todo o conteúdo da xícara na usa receita

Rend.: 8 porções

terça-feira, junho 26, 2012

Bolo de amêndoa (Torta de Santiago) + DDL

English version

Almond cake (Tarta de Santiago) / Bolo de amêndoa (Torta de Santiago)

Há vários anos assisti a “Magnolia” depois de várias pessoas me dizerem que era o meu tipo de filme; foi uma grande decepção: mesmo com os vários prêmios e ótimo elenco – incluindo a minha amada Julianne Moore – não achei o filme tudo aquilo. Tempos depois decidi dar outra chance a Paul Thomas Anderson e assisti a “Boogie Nights”, que apesar de ter sido feito antes de “Magnolia” para mim é um filme muito superior. Gostei do filme e foi mais uma performance poderosa de Mark Wahlberg entre outras que vi até hoje. Semana passada finalmente vi “Sangue Negro” – por causa de meu amor por Daniel Day-Lewis – e caramba, ele está fantástico demais como Daniel Plainview. O filme é maravilhoso como um todo, super bem dirigido e com uma fotografia lindíssima, e a performance de Lewis é inesquecível (como outras tantas suas), mas não acho que tenha sido melhor do que o Nikolai de Viggo –e isso é a única coisa que não amei em “Sangue Negro”. :)

***
Há pouco mais de um mês fiz o bolo de amêndoa mais delicioso até entãoa receita de Tamasin Day-Lewis (que é irmã de DDL) se tornou o meu bolo de amêndoa favorito à primeira garfada. Mas a Torta de Santiago de Claudia Roden, um bolo de um livro que quero comprar o quanto antes e feito com farinha de amêndoas e quase que nada mais, me fez correr para a cozinha para experimentá-lo – e agora adoro tanto ambos que não tenho mais um bolo de amêndoa favorito – tenho dois. :D

Almond cake (Tarta de Santiago) / Bolo de amêndoa (Torta de Santiago)

Bolo de amêndoa (Torta de Santiago)
um tiquinho adaptado do Epicurious; a receita é de um livro que não vejo a hora de comprar

6 ovos grandes, claras e gemas separadas
1 pitada de sal
1 ¼ xícaras (250g) de açúcar cristal
raspas da casca de 1 laranja
raspas da casca de 1 limão siciliano
1 colher (sopa) de Amaretto
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ¼ xícaras (225g) de farinha de amêndoas
açúcar de confeiteiro para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma redonda desmontável de 28cm de diâmetro (de preferência antiaderente)*.
Na tigela grande da batedeira, com o batedor de arame, bata as claras e o sal até que picos firmes se formem. Transfira as claras para outra tigela, lave e seque a tigela da batedeira e o batedor. Novamente usando a batedeira, bata as gemas e o açúcar cristal até obter um creme claro e homogêneo. Junte as raspas de laranja e limão, o Amaretto e a baunilha. Acrescente a farinha de amêndoas e bata bem.
Com o auxílio de uma espátula, incorpore as claras à massa, misturando de baixo para cima – a massa é bem espessa. Despeje na forma preparada e alise a superfície. Asse por cerca de 40 minutos ou até doure e esteja firme ao toque (faça o teste do palito).
Deixe esfriar completamente na forma, sobre uma gradinha, antes de desenformar.
Antes de servir, polvilhe com açúcar de confeiteiro – se quiser, corte a cruz de São Tiago em um pedaço de papel manteiga e coloque no centro do bolo antes de polvilhá-lo com açúcar (eu usei um coração).

* fiz ¾ da receita acima usando uma forma de 20cm de diâmetro, com fundo removível (de alumínio comum, nada de antiaderente); forrei o fundo da forma com um círculo de papel manteiga e untei e enfarinhei o papel também.

Rend.: 10 porções

domingo, junho 24, 2012

Biscoitinhos de laranja e noz-moscada

English version

Orange nutmeg cookies / Biscoitinhos de laranja e noz-moscada

Uso a Internet há muito tempo – só de blog já são quase 6 anos – mas ainda fico maravilhada com a quantidade de informação útil que tenho na ponta dos dedos. E como é incrível encontrar pessoas que compartilham as minhas opiniões sobre muitas coisas, depois de passar anos a fio amando/detestando tais coisas sozinha. Por isso, foi uma alegria encontrar este vídeo e descobrir que há alguém aí no mundo que tem quase que exatamente a minha opinião sobre alguns filmes; eu acrescentaria outras três indicações para “Hanna” – Saoirse Ronan, Cate Blanchett and Eric Bana – mas tirando isso a lista dos “indicados” tá bem perfeita. :)

E foi esta mesma útil Internet que me mostrou, anos atrás, a deusa doméstica Martha Stewart modelando a massa de slice and bake cookies usando uma régua e isso mudou a minha vida pra sempre. :D
Estes biscoitos de laranja são deliciosos e se você tiver uma régua em casa serão facílimos de fazer.

Biscoitinhos de laranja e noz-moscada
um nadinha adaptados do ótimo The Grand Central Baking Book

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal
1 ½ colheres (chá) de noz-moscada ralada na hora
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¾ xícara (150g) de açúcar cristal + um pouquinho extra para polvilhar
1 ovo
raspas da casca de 2 laranjas
1 ovo adicional, levemente batido com 2 colheres (chá) de água (usei uma gema que sobrara de outra receita)

Em uma tigela média, misture bem a farinha, o sal e a noz-moscada. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga, o açúcar e as raspas de laranja até obter uma mistura cremosa. Junte o ovo e incorpore.
Em velocidade baixa, junte os ingredientes secos e misture apenas até incorporar. Cubra e leve à geladeira por 30 minutos.
Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3cm com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve ao freezer até firmar bem.
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.
Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro no freezer). Pincele todo o cilindro de massa com o ovo batido e polvilhe com o açúcar extra. Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 2,5cm entre uma e outra. Leve à geladeira por 20 minutos e então asse até que os biscoitos dourem nas extremidades, 20-25 minutos. Retire do forno e deixe esfriar na forma sobre uma gradinha. Repita o processo com o outro cilindro de massa.
Os biscoitos podem ser guardados em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 4 dias.

Rend.: cerca de 40 biscoitos

sexta-feira, junho 22, 2012

Bolo de iogurte e manteiga de amendoim com cobertura de ganache + o meu hino do bom humor

English version

Peanut butter-yogurt Bundt cake with ganache glaze / Bolo de iogurte e manteiga de amendoim com cobertura de ganache

Não reclamo mais do trânsito de São Paulo – aceitei o fato de que faz parte da minha cidade e que tenho de enfrentá-lo nos dias úteis. Ponto. Não adianta xingar – infelizmente é isso aí mesmo. O segredo para sobreviver ao trânsito é tentar tornar as horas que passamos presos a ele um pouco mais prazerosas e música é uma ferramenta poderosa para isso. Há uma canção que amo de paixão e já há mais dez anos tem sido uma espécie de antidepressivo instantâneo: sempre que estou brava ou triste (ou ambos) ouço “This Time Around” do Phats & Small e automaticamente me sinto melhor – meu hino do bom humor. :)

Também carrego sempre comigo um caderninho porque parece que congestionamentos me trazem à mente várias receitas ótimas que quero experimentar – foi em um dia chuvoso e caótico que me lembrei do bolo de manteiga de amendoim e cobertura de chocolate deste livro fantástico e agora ele está aqui para que vocês possam prová-lo também – é delicioso.

Bolo de iogurte e manteiga de amendoim com cobertura de ganache
um tiquinho adaptado do maravilhoso Cake Keeper Cakes: 100 Simple Recipes for Extraordinary Bundt Cakes, Pound Cakes, Snacking Cakes and Other Good-To-The-Last-Crumb Treats

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 xícara (260g) de iogurte natural integral
3 ovos grandes
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
2 ¼ xícaras (315g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara de manteiga de amendoim do tipo “smooth”
1 ¼ xícaras (250g) de açúcar demerara ou cristal

Ganache:
¼ xícara (60ml) de creme de leite fresco
85g de chocolate meio-amargo bem picadinho
1 colher (sopa) de manteiga sem sal, temperatura ambiente

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma de furo central canelada (do tipo Bundt) com capacidade para 12 xícaras de massa.
Em uma tigela média ou jarra medidora, misture bem o iogurte, os ovos e a baunilha.
Em outra tigela média, misture bem a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, a manteiga de amendoim e o açúcar até obter um creme claro e fofo, cerca de 3 minutos em velocidade médio-alta. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente.
Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos em três adições alternando com a mistura de iogurte em duas adições (comece e termine com os ingredientes secos). Raspe as laterais da tigela a cada adição. Aumente a velocidade da batedeira para médio-alta e bata por 1 minuto.
Transfira a massa para a forma preparada. Asse até que o bolo cresça e doure, 40-45 minutos (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 10 minutos e então desenforme com cuidado sobre a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Ganache: aqueça o creme de leite em uma panelinha em fogo médio até que comece a ferver. Retire do fogo, junte o chocolate e a manteiga e aguarde 5 minutos. Misture bem até derreter e homogeneizar. Despeje a calda morna sobre o bolo.

Rend.: 10-12 porções

quarta-feira, junho 20, 2012

Pãezinhos de framboesa + uma performance que adoro

English version

Raspberry swirl sweet rolls / Pãezinhos de framboesa

Adoro Michael Mann – é um dos meus diretores favoritos; por isso, quando vi que um canal a cabo passaria “O Informante” há algumas semanas sabia que assistiria ao filme novamente. No final meu marido, que nunca assistira ao filme antes, me disse: “caramba, que filme excelente!” e foi quando tive certeza de que ele realmente tinha adorado, como eu adoro.
É fácil amar Russell Crowe, sei disso, mas para mim Jeffrey Wigand é seu melhor personagem até hoje, mais do que Maximus: muita gente vai discordar, mas pensem em como é muito mais difícil interpretar um homem cheio de falhas do que é interpretar um herói – ainda assim o espectador toma o lado de Crowe. Para finalizar, há a transformação física, algo de uma beleza infinita e sinal de um ator comprometido com seu trabalho, e mesmo assim sua performance é tão mais do que ganhar muitos quilos – é a coisa como um todo, todos os detalhes juntos, abençoados pelas mãos de um diretor talentoso. O Wigand de Crowe faz com que me lembre do Jake La Motta de Robert De Niro que é, para mim, simplesmente a maior performance de um ator em todos os tempos.

***

Tenho feito pão freqüentemente mas a maioria tem sido salgada – me decidi pela rota doce depois de ver esta receita em uma revista da qual gosto mais a cada dia. Sou doida por cinnamon rolls e esta alternativa com framboesas me pareceu tão incrível que tive que provar. E os pãezinhos ficaram deliciosos, macios, irresistíveis. A massa, perfumada com raspas de casca de limão siciliano, é bem macia, fácil de preparar e tem um sabor muito bom – aposto que outros tantos recheios ficaram ótimos com ela, também.

Pãezinhos de framboesa
da deliciosa e linda Food & Wine

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1 xícara (240ml) de leite integral
2/3 xícara (133g) de açúcar cristal
1 ½ colheres (sopa) de fermento biológico seco
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
2 ovos grandes
1 colher (chá) de raspas de casca de limão siciliano
¼ colher (chá) de sal
4 ¼ xícaras (595g) de farinha de trigo comum + um pouquinho extra para polvilhar

Recheio:
280g de framboesas congeladas – não descongele antes de usar
¼ xícara + 2 colheres (sopa) - 74g - de açúcar cristal
1 colher (chá) de amido de milho

Cobertura:
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
3 colheres (sopa) - 42g - de manteiga sem sal, derretida
1 ½ colheres (sopa) de creme de leite fresco

Massa: despeje o leite na tigela grande da batedeira - você vai usar o batedor em formato de gancho – e misture o açúcar e o fermento. Reserve até o fermento espumar, cerca de 5 minutos. Junte a manteiga, os ovos, as raspas de limão e o sal. Acrescente a farinha e bata em velocidade média até que uma massa se forme, cerca de 3 minutos. Continue batendo até a massa ficar macia e elástica, aproximadamente mais 10 minutos.
Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e sove duas ou três vezes com as mãos. Forme uma bola com a massa e coloque em uma tigela grande levemente pincelada com manteiga. Cubra com filme plástico e deixe em um lugar morninho, livre de correntes de ar, até que dobre de volume, 1-2 horas.
Forre uma forma de 22x32cm* com papel manteiga, deixando sobrar nos dois lados mais curtos e opostos, e unte o papel e as laterais da forma. Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e com o auxílio de um rolo forme um retângulo de 25x60cm com ela.
Em uma tigela média, misture as framboesas com o açúcar e o amido. Espalhe o recheio de maneira uniforme por toda a extensão da massa. Enrole a massa como se fosse um rocambole, de maneira apertada, para formar um cilindro de 60cm. Rapidamente corte o cilindro em quatro partes. Corte cada parte em quatro fatias e arrume-as na forma preparada, uma ao lado da outra, deixando um espacinho para que cresçam. Se sobrarem framboesas e/suco na bancada, remova e espalhe entre os rolinhos. Cubra os rolinhos com um pano de prato seco e limpo e deixe crescer novamente em um lugar morninho, longe de correntes de ar, até que cresçam e ocuparem todo o espaço da forma, cerca de 2 horas.
Pré-aqueça o forno a 220°C**. Asse os pãezinhos por cerca de 25 minutos ou até que dourem e o recheio esteja borbulhando. Transfira para uma gradinha e deixe esfriar por 30 minutos.
Em uma tigelinha, misture bem o açúcar de confeiteiro, a manteiga e o creme de leite até obter uma calda espessa.
Inverta a forma com os pãezinhos, remova o papel e inverta-os novamente sobre a gradinha. Espalhe a calda sobre eles. Sirva mornos ou em temperatura ambiente.

* fiz exatamente a receita acima usando uma forma de 20x30cm

** parece que para algumas leitoras a temperatura não funcionou - os pães ficaram escuros, quase queimados. Assei a 220°C mesmo (usando termômetro de forno); ao preparar a receita, cheque os pães antes do tempo total ou asse-os em um forno menos quente

Rend.: 16 unidades

segunda-feira, junho 18, 2012

Biscotti marmorizado com semente de cacau + minha opinião sobre um certo ator

English version

Nibby chocolate marble biscotti / Biscotti marmorizado com semente de cacau

Enquanto assistia a “A Outra” – de novo – há alguns dias tive certeza sobre uma “teoria” que desenvolvi há pouco mais de um mês: para mim, Eric Bana era quem deveria receber todos os papéis bons que acabam nas mãos de Brad Pitt. Além de ser absurdamente bonito e charmoso, o homem sabe atuar. Atuar mesmo. E é versátil. Fiquei imaginando o quão maravilhosamente bem Bana teria interpretado o Sr. O’Brien, o tenente Aldo Raine ou até mesmo Benjamin Button; quanta sutileza ele teria trazido para aqueles personagens. É uma pena que o poder do estrelato aparentemente sempre ganha do talento. Isso me deixa triste.

***

O preparo destes biscotti não foi a brisa que havia sido o preparo dos biscotti anteriores – marmorizar a massa com chocolate derretido foi bem chatinho. Mas o produto final valeu cada segundo de palavrões na minha cozinha: os biscotti ficaram deliciosos e lindos. A receita original pede por 1 xícara de nozes, por isso sintam-se à vontade para substituir as sementes de cacau.

Biscotti marmorizado com semente de cacau
um nadinha adaptados do maravilhoso Great Cookies: Secrets to Sensational Sweets, inspirados no delicioso Unforgettable Desserts

- xícara medidora de 240ml

2 ¾ xícaras (385g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal, ligeiramente firme
1 xícara (200g) de açúcar cristal
3 ovos grandes
1 ½ colheres (chá) de extrato de baunilha
½ xícara (60g) de sementes de cacau – comprei aqui
85g de chocolate meio-amargo, derretido

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma assadeira grande com papel manteiga.
Em uma tigela média, peneire juntos a farinha, o fermento e o sal. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga até ficar cremosa, cerca de 1 minuto. Junte o açúcar em um fio contínuo e depois bata por mais 2 minutos. Junte os ovos, um a um, raspando as laterais da tigela ocasionalmente. Junte a baunilha.
Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes peneirados em duas adições, misturando apenas até incorporá-los. Com o auxílio de uma espátula, incorpore as sementes de cacau.
Divida a massa em duas partes iguais e coloque uma das metades em uma outra tigela. Trabalhando com uma parte de massa por vez, regue a massa com metade do chocolate derretido e então, com a espátula, misture levemente o chocolate à massa – não misture demais pois você quer manter o efeito marmorizado.
Transfira a massa para a assadeira preparada e formate-a como um cilindro de aproximadamente 30x5cm. Repita o processo com a outra metade de massa.
Asse por 25-30 minutos ou até que os cilindros firmem e a parte inferior deles esteja dourada. Retire do forno, coloque a forma sobre uma gradinha e deixe esfriar por 20-25 minutos. Reduza a temperatura do forno para 150°C. Forre uma assadeira grande com papel manteiga.
Com o auxílio de uma faca serrilhada, corte os cilindros em fatias de 1,25cm e coloque-os na assadeira preparada. Asse por 10 minutos de cada lado ou até dourar. Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha.

Rend.: cerca de 30 biscotti

sábado, junho 16, 2012

Espaguete com gorgonzola + um vídeo que vale a pena ver

English version

Spaghetti with gorgonzola / Espaguete com gorgonzola

Hoje lhes trago uma receita de massa estupidamente rápida e que ficou deliciosa; na verdade, preparei este espaguete para usar o gorgonzola que sobrara desta linda salada e a receita se tornou uma favorita - eu não esperava menos da maravilhosa Stephanie Alexander.

E para tornar este post um pouquinho mais interessante compartilho o link de um dos vídeos mais lindos que já vi,"roubado" do sempre ótimo Awards Daily.

Espaguete com gorgonzola
um nadinha adaptado da bíblia culinária de Stephanie Alexander

- xícara medidora de 240ml

125g de queijo gorgonzola + um pouquinho extra para servir
½ xícara (120ml) de leite integral
1 ½ colheres (sopa) de manteiga sem sal
sal e pimenta do reino moída na hora
¼ xícara (60ml) de creme de leite fresco
400g de espaguete
2 tablespoons de parmesão ralado

Em uma frigideira grande, junte o gorgonzola, o leite, a manteiga, o sal e a pimenta e leve ao fogo baixo, mexendo com uma colher de pau, até que a mistura engrosse e fique cremosa. Junte o creme de leite, aumente um pouquinho o fogo e cozinhe, mexendo, até o molho começar a engrossar, cerca de 5 minutos. Enquanto isso, cozinhe o espaguete até ficar al dente. Escorra bem e misture-o rapidamente ao molho. Salpique com o parmesão e o gorgonzola extra e sirva.

Rend.: 4 porções

quinta-feira, junho 14, 2012

Bolo de chocolate com calda de Amaretto

English version

Amaretto glazed chocolate Bundt cake / Bolo de chocolate com calda de Amaretto

Amo música e não consigo viver sem; há muitos meses uma amiga me deu a ótima dica de baixar o Shazam no meu celular e desde então tenho usado bastante o aplicativo – antes dele, toda vez que ouvia uma música nova no rádio era um sufoco danado tentando digitar ou anotar um trecho da letra para procurar no Google depois e nem sempre a estratégia dava certo, pois quando se está dirigindo não dá para fazer tais malabarismos. :S

O aplicativo foi como cheguei a esta canção absolutamente maravilhosa, cujo clipe me deixou sem fala: não somente porque é fantástico mas também por lembrar um filme que adoro – tenho ouvido a canção sem parar nas últimas semanas. :)

***

Assim que desenformei este bolo achei que o pobrezinho parecia simples demais, sem-graça mesmo – talvez eu devesse ter usado uma forma de bolo mais bonita. Mas assim que espalhei a calda sobre o bolo as coisas ficaram mais interessantes: sua textura porosa absorveu grande parte da calda, tornando o bolo algo bem especial.

Bolo de chocolate com calda de Amaretto
um tiquinho adaptado da sempre maravilhosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
2/3 xícara (150g) de manteiga sem sal, amolecida
2/3 xícara (116g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
¾ xícara de creme azedo (sour cream)*
2 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 colheres (chá) de Amaretto
½ xícara + 1 colher (sopa) - 58g - de farinha de amêndoas
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo, peneirada
½ colher (chá) de fermento em pó, peneirado
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio, peneirado
1 pitada de sal
½ xícara (45g) de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado

Calda de Amaretto:
¼ xícara (23g) de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado
½ xícara (100g) de açúcar granulado
½ xícara (120ml) de água
2 colheres (sopa) de Amaretto

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma de furo central com capacidade para 8 xícaras de massa.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar mascavo até obter um creme claro e fofo. Em uma tigela média, misture bem com um garfo o creme azedo, os ovos e a baunilha.
Junte esta mistura à tigela da batedeira, seguida da farinha de amêndoas, farinha de trigo, fermento, bicarbonato de sódio, sal e cacau e bata somente até incorporar (não bata demais).
Transfira a massa para a forma preparada. Asse o bolo por 35 minutos ou até que cresça (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 15 minutos e então desenforme na grade. Deixe esfriar completamente.

Prepare a calda: em uma panelinha, junte o cacau, o açúcar, a água e o Amaretto. Leve ao fogo médio até ferver. Cozinhe, mexendo (a mistura sobe quando ferve e pode derramar), por 5 minutos ou até que engrosse. Deixe esfriar completamente. Regue o bolo com a calda (servi um pouco da calda à parte pois achei que era uma quantidade muito grande para derramar sobre o bolo).

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 6-8 porções

terça-feira, junho 12, 2012

Risoto de beterraba com queijo de cabra - para comemorar o Dia dos Namorados

English version

Beetroot risotto with goat's cheese / Risoto de beterraba com queijo de cabra

Hoje, Dia dos Namorados, lhes trago um risoto delicioso, nutritivo – minha mãe vivia dizendo que “beterraba faz bem pra saúde!” – fácil de fazer e profundamente vermelho: a cor da paixão. ;)

Sei que o queijo de cabra pode parecer um luxo aqui e que nem todo mundo gosta, mas tentem usá-lo nesta receita, se possível: fiquei boba com o quão perfeitamente seu sabor ácido complementa a doçura da beterraba.

Risoto de beterraba com queijo de cabra
do lindíssimo Good Things to Eat (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

4 xícaras (960ml) de caldo de legumes
250g de beterraba crua, descascada e ralada
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola bem picadinha
2 dentes de alho bem picadinhos
180g de arroz arbóreo
½ xícara (120ml) de vinho branco seco
sal e pimenta do reino moída na hora
125g de queijo de cabra macio, sem casca
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1 colher (sopa) de cebolinha miúda picadinha (pique e depois meça)

Coloque o caldo em uma panela e leve ao fogo até começar a ferver. Junte a beterraba, abaixe o fogo para o mínimo possível (apenas para manter o caldo aquecido).
Em uma panela grande, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho somente até que fiquem macios, sem deixar dourar. Acrescente o arroz e misture para cobrir os grãos com o azeite. Adicione o vinho e misture até o líquido ser absorvido. Acrescente duas conchas de caldo, trazendo junto com ele pedacinhos de beterraba, e misture, mexendo, até que o líquido seja absorvido. Junte outra concha de caldo, misture até o líquido ser absorvido, e continue cozinhando assim até que o arroz esteja al dente. Misture a manteiga e metade do queijo, tampe a panela, retire do fogo e aguarde 3 minutos. Divida o risoto entre tigelinhas ou pratos, cubra com o queijo restante e uma polvilhada de cebolinha. Sirva imediatamente.

Rend.: 2 porções

domingo, junho 10, 2012

Bolo de coco super macio com cobertura de coco

English version

Super tender coconut cake with coconut icing / Bolo de coco super macio com cobertura de coco

Como vocês já sabem que viciei nos livros da Suzanne Collins não ficarão surpresos em saber que em quatro dias terminei de ler "Catching Fire" e comecei "Mockinjay", certo? :)
Agora estou ansiosa pelo filme, mesmo com a decepção de saber que será dirigido por Francis Lawrence.

"Mockinjay" me traz uma sensação parecida com a que tive com "The Girl Who Kicked the Hornet's Nest": quero devorar o livro mas ao mesmo tempo gostaria de conseguir diminuir o ritmo da leitura pois é o último da trilogia.

***

Quanto mais uso o livro cor-de-rosa da Lisa Yockelson mais fico feliz por tê-lo comprado: até agora todas as receitas que preparei tiveram resultados fantásticos, como esse bolo de coco: tão fofinho que foi difícil fatiá-lo. Delicioso.

Bolo de coco super macio com cobertura de coco
um tiquinho adaptado do lindo e delicioso Baking Style: Art, Craft, Recipes

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
2 ½ xícaras (300g) de farinha para bolo*
½ xícara (70g) de farinha de trigo comum
2 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, amolecida
3 xícaras + 3 colheres (sopa) - 445g - de açúcar de confeiteiro, peneirado
4 ovos grandes, claras e gemas separadas
2 ½ colheres (chá) de extrato de baunilha
½ xícara (120ml) de leite de coco
½ xícara (120ml) de leite integral
1 ¼ xícaras (125g) de coco em flocos adoçados
¼ colher (chá) de cremor tártaro

Cobertura:
2 xícaras (280g) de açúcar de confeiteiro
2-3 colheres (sopa) de leite de coco

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma retangular de 22x32cm**.
Em uma tigela média, peneire juntos as farinhas, o fermento e o sal. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga por 3 minutos em velocidade média. Junte o açúcar de confeiteiro em três adições, batendo bem a cada uma delas, e depois bata até obter uma mistura clara e fofa. Junte as gemas, duas a cada vez, batendo por 30 segundos a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte a baunilha. Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes peneirados em três adições, alternando com os leites em duas adições (comece e termine com os ingredientes secos). Acrescente o coco.

Em uma tigela média bem seca, bata as claras e o cremor tártaro em ponto de neve até obter picos firmes. Aos poucos, misturando delicadamente de cima para baixo, junte as claras à massa previamente preparada. Transfira a massa para a forma às colheradas e alise a superfície. Asse até que o bolo cresça e doure, aproximadamente 40 minutos (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma completamente, sobre uma gradinha.

Cobertura: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigela média. Aos poucos, junte o leite de coco, misturando até obter a consistência desejada. Despeje sobre o bolo já frio e aguarde até a cobertura secar, cerca de 30 minutos – como usei uma forma com fundo removível, retirei o aro antes de espalhar a cobertura sobre o bolo.

* farinha para bolo caseira: para preparar 1 xícara de farinha para bolo retire 2 colheres (sopa) de 1 xícara (140g) de farinha de trigo comum e adicione 2 colheres (sopa) de amido de milho

**fiz exatamente a receita acima em uma forma de 20x30cm

Rend.: 18 porções

sexta-feira, junho 08, 2012

Sorvete de chocolate ao leite e flocos

English version

Milk chocolate stracciatella ice cream / Sorvete de chocolate ao leite e flocos

O dia está frio, cinzento, nublado, a chuva vem e vai, e meus planos são passar a tarde embaixo das cobertas, com uma bacia de pipoca e um bom filme. É uma pena este sorvete delicioso ter acabado faz tempo - estava tão fantástico que eu certamente comeria umas bolinhas mesmo nesse dia gelado. :)

Sorvete de chocolate ao leite e flocos
do sempre fantástico The Perfect Scoop

- xícara medidora de 240ml

225g de chocolate ao leite, picadinho
1½ xícaras (360ml) de creme de leite fresco
1½ xícaras (360ml) de leite integral
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
1 pitada generosa de sal
4 gemas grandes
2 colheres (chá) de conhaque
140g de chocolate meio-amargo, picadinho

Junte o chocolate ao leite e o creme de leite em uma tigela refratária grande e leve ao banho-maria (fofo baixo) mexendo até derreter. Retire a tigela da panela e coloque uma peneira fina sobre ela.
Em uma panela média, misture o leite, o açúcar e o sal e leve ao fogo até aquecer. Em uma tigela média separada, bata as gemas com um fuê para misturá-las. Gradualmente, despeje a mistura quente sobre as gemas, misturando sempre. Volte tudo para a panela e leve ao fogo médio, mexendo sempre, até a mistura engrossar e cobrir as costas da colher. Passe o creme pela peneira despejando-o sobre o creme de chocolate ao leite. Junte o conhaque e misture. Deixe esfriar completamente sobre uma bacia com água e pedras de gelo, mexendo ocasionalmente. Cubra em seguida e refrigere por no mínimo 6 horas.
Leve a mistura à sua sorveteira, seguindo as instruções do fabricante.
Enquanto isso, derreta o chocolate meio-amargo e em banho-maria, mexendo constantemente. Quando o sorvete terminar de gelar, despeje o chocolate em fio, diretamente para dentro da sorveteira e deixe a máquina funcionar por mais 30 segundos – o chocolate vai endurecer, formando os flocos. Transfira o sorvete para um pote hermético e deixe no freezer até firmar, pelo menos 4 horas.

Rend.: cerca de 1 litro

quarta-feira, junho 06, 2012

Pão de azeite + "Jogos Vorazes"

English version

Olive oil bread / Pão de azeite

Há alguns meses eu lhes perguntei sobre a trilogia de “Jogos Vorazes” e hoje venho lhes contar que estou viciada nos livros! Por sugestão de algumas leitoras comecei por “The Hunger Games” mesmo tendo assistido ao filme e adorei o livro – meu amor pelo filme cresceu ainda mais. Ontem à noite comecei a ler “Catching Fire” e a única razão pela qual deixei o livro de lado é porque tenho que trabalhar. :D Suzanne Collins me hipnotizou da mesma maneira que Stieg Larsson ano passado.

Ótimas sugestões são sempre bem-vindas e foi por isso que preparei este pão há algumas semanas: a minha querida amiga Ana já me dissera que esta receita era fácil e que o resultado era saboroso e depois de provar uma fatia do pão dela tive certeza de que o faria também – foi difícil não comer ambos os pães em questão de poucas horas. :)

Pão de azeite
do lindíssimo Falling Cloudberries: A World of Family Recipes

- xícara medidora de 240ml

5g de fermento biológico seco (ou 14g do fresco)
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (chá) de açúcar cristal
1 xícara (240ml) de água morna
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo, mais se for necessário
1 ½ colheres (chá) de sal
¾ xícara de azeitonas verdes picadinhas – meça depois de picar

Coloque o fermento em uma tigela grande e junte o azeite, o açúcar e a água e misture com um garfo. Reserve por 5 minutos ou até que a mistura borbulhe.
Junte a farinha e o sal e misture para formar uma massa. Transfira para uma superfície e sove por aproximadamente 10 minutos ou até que massa fique homogênea e elástica – usei a Kitchen Aid para isso.
Unte a tigela levemente com óleo ou azeite e volte a massa para a tigela. Cubra com filme plástico e deixe em um cantinho morno e livre de correntes de ar até que a massa dobre de volume, 1 ½ a 2 horas.
Dê um soquinho na massa para retirar o ar, retire da tigela e divida em duas partes iguais. Coloque metade das azeitonas em cada porção de massa e forme um baguette com cada uma delas. Transfira as baguettes para uma assadeira grande, de beiradas baixas, forrada com papel alumínio. Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente, 20-30 minutos. Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 220°C/425°F.
Asse os pães por cerca de 30 minutos ou até que dourem tanto na superfície quanto na parte inferior – o pão deve emitir um som de oco ao se dar um soquinho na parte inferior do filão com os nós dos dedos.

Rend.: 2 pães

segunda-feira, junho 04, 2012

Bolo de limão siciliano

English version

Fresh lemon pound cake / Bolo de limão siciliano

Bebês são fofos e adoráveis mas também dão bastante trabalho – as mamães mal têm tempo para qualquer coisa além deles. Uma amiga muito querida é mãe de um menino lindo e quando ela me chamou para visitá-lo pela primeira vez sabia que não poderia ir de mãos abanando: além de um presentinho para o bebê levei também um bolo fresquinho para ela (que depois me contou ter sido um ótimo café-da-manhã). :)

Bolos assados em formas de bolo inglês são fáceis de embalar e carregar por aí – acho-os perfeitos para piqueniques – e esta receita foi uma ótima escolha para a ocasião: não só porque o bolo ficou saboroso e extremamente macio mas também porque a receita rende dois deles – um virou o agrado para a amiga e o outro foi apreciado por esta que vos escreve. :D

Bolo de limão siciliano
do fantástico e delicioso Desserts from the Famous Loveless Cafe

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
200g de manteiga sem sal, amolecida
1 ¾ xícaras (350g) de açúcar cristal
raspas da casca de 3 limões sicilianos
½ colher (chá) de extrato de baunilha
3 ovos grandes
3 gemas grandes
2 ¼ xícaras (315g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
½ xícara de creme azedo (sour cream)*
1 ½ colheres (sopa) de suco de limão siciliano

Cobertura:
2 xícaras (280g) de açúcar de confeiteiro
2-3 colher (sopa)s de suco de limão siciliano, mais se necessário

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga duas formas de bolo inglês de 20x10x5cm, forre com papel manteiga e unte o papel também.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar, as raspas de limão e a baunilha até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, seguidos das gemas, batendo bem a cada adição – raspe as laterais da tigela com uma espátula ocasionalmente. Peneire a farinha, o bicarbonato e o sal sobre a tigela, junte o creme azedo e o suco de limão e misture gentilmente, de baixo para cima. Transfira a massa para as formas preparadas.
Asse por 45 minutos ou até que os bolos cresçam e dourem (fala o teste do palito). Deixe esfriar nas formas sobre uma gradinha por 10-15 minutos e então desenforme com cuidado. Remova o papel e deixe esfriar completamente.

Cobertura: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigela média, junte o suco de limão aos poucos, misturando, até obter a consistência desejada. Derrame sobre os bolos já frios.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 2 bolos (cada um serve 6 porções)

Related Posts with Thumbnails