segunda-feira, maio 31, 2010

Tarte tatins de morango

English version

Strawberry tarte tatins / Tarte tatins de morango

Andei assistindo a alguns episódios de “Brothers and Sisters” e devo dizer que há uma grande possibilidade de me tornar viciada na série – na verdade, a idéia de pegar todos os DVDs e ver tudo desde o começo já passou pela minha cabeça umas duas vezes. :)
Apesar de estar gostando do seriado, ele me deixa mais manteiga derretida do que sou normalmente – por isso obrigada, “Brothers and Sisters”, por me fazer quase chorar toda vez que ouço “Never say never”, inclusive quando estou indo pro trabalho. :S

Tenho mais um agradecimento a fazer hoje: à Donna Hay, por me apresentar às tarte tatins de morango – que coisa mais deliciosa. E desta vez não estou sendo irônica. :)

Strawberry tarte tatins / Tarte tatins de morango

Tarte tatins de morango
da Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

2 colheres (sopa) (28g) de manteiga sem sal
¼ xícara (50g) de açúcar refinado
1 ½ colheres (sopa) de água
1 fava de baunilha, aberta no sentido do comprimento, sementinhas raspadas com as costas de uma faca
manteiga extra, para untar
500g de morangos, sem as folhinhas e os cabinhos, e cortados ao meio se muito grandes
300g de massa folhada, descongelada*
chantilly, para servir

Pré-aqueça o forno a 200°C. Junte a manteiga, o açúcar, a água e a baunilha (fava e sementinhas) numa panelinha e leve ao fogo médio, mexendo até dissolver o açúcar. Parece de mexer, deixe ferver e continue cozinhando por 5 minutos. Retire do fogo e remova a fava de baunilha (lave-a, deixe secar naturalmente e coloque dentro do seu pote de açúcar).
Unte levemente com a manteiga extra quatro forminhas fundas ou potinhos refratários com 10cm de diâmetro cada. Divida os morangos entre eles e cubra as frutas com o caramelo de baunilha.
Coloque a massa folhada sobre uma superfície levemente enfarinhada e abra até obter 5mm de espessura. Corte quatro círculos de 11cm de diâmetro e coloque cada um sobre as forminhas com as frutas. Transfira as forminhas para uma assadeira grande e leve ao forno por 25-30 minutos ou até que a massa doure e fique folhada. Retire do forno e desenforme – com muito cuidado pois a calda que se forma com os morangos estará pelando.
Sirva com chantilly.

* fiz a receita de massa folhada da Ana e ficou maravilhosa – metade da receita dela é suficiente para as quatro tortinhas

Rend.: 4 porções

Strawberry tarte tatins / Tarte tatins de morango

sábado, maio 29, 2010

Cookies de chocolate ao leite

English version

Milk chocolate cookies / Cookies de chocolate ao leite

Está todo mundo falando de “Lost” estes dias e me sinto completamente por fora – não assisti ao seriado quando começou e por isso não segui os episódios depois. :(

Já que não posso escrever sobre a tão popular série, escolho algo ainda mais popular: chocolate. Esta é uma das lindas receitas de cookie da Lizzie - os amanteigados de rum são os próximos na minha lista.

Cookies de chocolate ao leite

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (140g) de farinha de trigo
½ xícara (45g) de cacau em pó sem adição de açúcar
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 colher (chá) de sal
340g de chocolate ao leite, sendo 170g picado grosseiramente e 170g em pedaços de aprox. 6mm
½ xícara (113g) de manteiga sem sal
1 ½ xícaras (300g) de açúcar
2 ovos grandes
1 colher (chá) de baunilha

Pré-aqueça o forno a to 160ºC. Misture a farinha, o cacau, o bicarbonato e o sal em uma tigela e reserve. Derreta os 170g de chocolate picado grosseiramente com a manteiga em banho-maria e deixe esfriar ligeiramente.

Coloque a mistura de chocolate na tigela da batedeira, junte o açúcar, os ovos e a baunilha e bata em velocidade média até combiná-los bem. Reduza a velocidade e acrescente os ingredientes secos. Desligue a batedeira e adicione os pedaços de chocolate, misturando-os à massa com uma colher de pau ou espátula*.
Com o auxílio de uma cookie scoop de 3.75cm, molde porções de massa e coloque-as nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra.
Asse até que os cookies esparramem e as superfícies rachem, cerca de 15 minutos (os biscoitinhos ainda estarão moles). Deixe esfriar ainda sobre o papel manteiga – transfira o papel para uma grelha.

Os cookies podem ser guardados em potes ou latas herméticos em temperatura ambiente por até 3 dias – coloque camadas de papel manteiga entre os biscoitinhos.

* se quiser, pique um pouco de chocolate extra e coloque 2-3 pedacinhos sobre cada cookie antes de assar

Rend.: 3 dúzias - fiz metade da receita acima, usei 1/2 colher (sopa) nivelada de massa por cookie e consegui 34

quinta-feira, maio 27, 2010

Bolo de limão azedinho

English version

Sour lime cake / Bolo de limão azedinho

Uma amiga de blog muito fofa tem se divertido muito na cozinha ultimamente, mas ainda não é muito chegada à sua batedeira – por isso mesmo acho que estes bolinhos são perfeitos para ela: macios, deliciosos e super úmidos, só precisam de uma tigela e uma colher de pau para serem preparados. Bem simples.

Peguei a receita da revista DH #44 e usei limão verdinho ao invés do siciliano, para mudar um pouco as coisas.

Quéroul, querida, espero que goste da receita!

Bolo de limão azedinho
da Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (226g) de manteiga sem sal, derretida
1 ½ xícaras + 2 ½ colheres (sopa) - 330g - de açúcar refinado
2 ovos
½ xícara (130g) de iogurte natural
¼ xícara (60ml) de suco de limão
raspas da casca de 2 limões
2 xícaras + 2 colheres (sopa) - 300g - de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó

Cobertura de limão:
2 ¼ xícaras (315g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
2 colheres (sopa) de suco de limão
1 colher (sopa) de água fervente

Pré-aqueça o forno a 160°C. Unte generosamente com manteiga duas formas caneladas, de furo central, com capacidade para 4 xícaras (960ml) cada.
Junte a manteiga, o açúcar, os ovos, o iogurte, as raspas e o suco de limão numa tigela e misture bem. Peneire a farinha e o fermento sobre a mistura e incorpore até homogeneizar.
Transfira a massa para as formas preparadas e asse por 40-45 minutos ou até que dourem (faça o teste do palito). Retire do forno, deixe nas formas por 10 minutos e então desenforme com bastante cuidado. Coloque sobre uma gradinha e deixe esfriar completamente.
Faça a cobertura: coloque o açúcar, o suco de limão e a água numa tigela e misture bem até obter um creme espesso. Despeje sobre os bolos com o auxílio de uma colher.

Rend.: 8-10 porções – fiz metade da receita acima e usei 4 forminhas com capacidade para 1 xícara (240ml) cada

terça-feira, maio 25, 2010

Arroz doce com baunilha e caldinha de Porto

English version

Vanilla rice pudding with Port syrup / Arroz doce com baunilha e caldinha de Porto

Uma das coisas que adoro quando assisto novamente agora a filmes da minha adolescência é ver atores conhecidos e aclamados no comecinho de carreira. Revi “A Testemunha” semana passada, depois de tantos anos, e lá estava o Viggo Mortensen super jovenzinho, como um dos moços Amish (quem me lê há um tempinho sabe que ele é um dos meus favoritos – faz parte do meu Olimpo de atores, junto com o Sr. Fiennes e o Sr. Roth). :)

Não me lembrava do Viggo naquele filme, mas li algo aqui com o qual concordo completamente: já naquela época dava para perceber que ele tinha potencial e agora, depois de trabalhar com diretores maravilhosos – e fazer uma dupla perfeita com um outro favorito meu – ele é um dos melhores.

Acho que posso dizer o mesmo desta sobremesa: arroz doce já é bom, mas ficou ainda melhor feito com baunilha de verdade e acompanhado desta caldinha de Porto.

Arroz doce com baunilha e caldinha de Porto
um tiquinho de nada adaptado da Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

1 xícara de arroz Arbóreo (ou outro para risoto)
1 pauzinho de canela
1 fava de baunilha, aberta no sentido do comprimento, sementinhas removidas com as costas de uma faca
4 xícaras (960ml) de leite integral
1 xícara (240ml) de creme de leite fresco
½ xícara + 1 colher (sopa) – 112g – de açúcar refinado

Calda de Porto*:
½ xícara (88g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
¼ xícara (60ml) de vinho do Porto

Junte o arroz, a canela, a baunilha (sementinhas e fava), o leite, o creme de leite e o açúcar numa panela média e leve ao fogo médio, mexendo até dissolver o açúcar. Espere começar a ferver, cubra, abaixe o fogo e cozinhe, mexendo algumas vezes, por 30-35 minutos ou até que o arroz esteja al dente. Remova a fava de baunilha**.
Prepare a calda: misture o açúcar mascavo e o vinho do Porto numa panelinha e leve ao fogo alto, mexendo até dissolver o açúcar. Espere ferver, reduza o fogo para o mínimo e ferva por 1 minuto ou até conseguir uma calda de consistência espessa – a mistura vai engrossar conforme for esfriando.
Divida o arroz doce entre seis potinhos ou xícaras e cubra com a calda de vinho.

* a receita original pedia vinho Marsala

** depois de usar, enxágüe a fava de baunilha para remover quaisquer resquícios de creme de leite/leite. Deixe secar naturalmente e então guarde no seu pote de açúcar.

Rend.: 6 porções

domingo, maio 23, 2010

Torta de amêndoa e geléia de damasco

English version

Apricot and almond tart / Torta de amêndoa e geléia de damasco

Geléia de damasco me faz pensar imediatamente em outono e inverno e só me toquei do porquê disso há pouquíssimo tempo: do nada me lembrei de uma época da infância, quando visitava minha madrinha. Em tardes frias e chuvosas tomávamos chá juntas, com torradinhas e geléia de damasco. Ela fazia questão de uma mesa bem bonita, com lindas porcelanas e todos os frufrus possíveis... Algo fantástico para uma menininha de 7 anos. :)

Dias frios aqui em São Paulo + esta torta + boas lembranças da infância = uma mocinha de 31 anos bem feliz. :)

Apricot and almond tart / Torta de amêndoa e geléia de damasco

Torta de amêndoa e geléia de damasco
um nadinha adaptada do Baking by Flavor

Massa:
1 ½ xícaras (210g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
¼ colher (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de noz moscada ralada na hora
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara (150g) de açúcar granulado
2 gemas grandes
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1/3 xícara de farinha de amêndoas

Recheio:
2/3 xícara de geléia de damasco
¼ colher (chá) de extrato de baunilha

Pré-aqueça o forno a 180°C; unte com manteiga uma forma de torta redonda de 21cm de diâmetro, com fundo removível*, e coloque-a dentro de uma assadeira de beiradas baixas.

Peneire a farinha, o fermento, o sal, a canela e a noz-moscada numa tigelinha. Reserve.
Bata a manteiga na batedeira (tigela grande) em velocidade moderada por 2 minutos. Junte o açúcar granulado e bata por mais 1-2 minutos. Acrescente as gemas e a baunilha, batendo. Raspe as laterais da tigela com o auxílio de uma espátula de borracha/silicone para manter a mistura homogênea. Junte a farinha de amêndoas.
Em velocidade baixa, junte os ingredientes peneirados em duas adições, batendo até que a mistura comece a formar bolas pequenas e grandes. Retire da batedeira e termine de misturar com a espátula, pressionando tudo até conseguir uma massa uniforme. Transfira para uma superfície e sove levemente com as mãos por cerca de 1 minuto – a massa é bem amanteigada, não gruda e é firme o suficiente para ser manuseada sem desmanchar.
Divida a massa em duas partes iguais e forme uma bola com cada uma delas. Coloque uma das metades de massa entre dois pedaços de papel manteiga e abra com o rolo formando um círculo de cerca de 24cm de diâmetro. Coloque o círculo de massa numa assadeira (ainda entre os pedaços de papel) e leve ao freezer por 5-10 minutos enquanto você manuseia a outra metade da massa.
Coloque a outra metade da massa entre dois pedaços de papel manteiga e abra com o rolo até conseguir um círculo de aproximadamente 23cm de diâmetro. Remova o papel manteiga da parte de cima da massa e, com cuidado, inverta-a sobre a forma preparada. Retire o outro pedaço de papel manteiga e pressione levemente a massa até forrar toda a forma, fundo e laterais.
Misture a geléia de damasco e a baunilha numa tigelinha e espalhe sobre a massa na forma.
Retire a massa do freezer e remova o pedaço de papel de cima. Com um cortador de biscoitos de pouco menos de 4cm (em formato de coração, ou outro que desejar) corte 33 biscoitinhos da massa**. Arrume os biscoitinhos sobre a torta, começando pelas beiradas e indo em direção ao centro. No final acomode os biscoitinhos restantes sobre os já colocados sobre a torta.
Coloque a forma sobre a assadeira de beiradas baixas e asse por 40 minutos ou até o recheio borbulhar e a massinha de cima (biscoitinhos) dourarem – a torta deve ser bem assada ou a massa do centro pode ficar pastosa.
Transfira para uma gradinha e deixe esfriar completamente. Desenforme com cuidado e corte em fatias para servir.

* usei uma forma de 24cm;

** cobri a torta com os biscoitinhos porém não quis sobrepor uns nos outros – ao invés disso, assei os que sobraram numa forma forrada com papel manteiga e servi como biscoitinhos (foto abaixo)

Rend.: 8 porções

Apricot and almond tart / Torta de amêndoa e geléia de damasco

quinta-feira, maio 20, 2010

Biscoitinhos de pistache e limão

English version

Pistachio lime cookies / Biscoitinhos de pistache e limão

Havia prometido a mim mesma que não compraria mais livros de receita – porque já tenho vários – mas sou um ser humano fraco e a tal promessa durou alguns meses, apenas. :S

Para aplacar um pouquinho sentimento de “sou um fracasso”, troquei aquela promessa por outra mais possível: passar a usar mais os livros que já possuo. Começo com um que comprei há meses mas ainda não tinha usado.

Biscoitinhos de pistache e limão
do Great Cookies: Secrets to Sensational Sweets

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¾ xícaras (170g) de manteiga sem sal, ligeiramente firme
raspas da casca de 4 limões
1 ¼ xícaras (250g) de açúcar granulado
4 gemas grandes
1 colher (sopa) de suco de limão espremido na hora
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara (133g) de pistache sem sal, levemente tostados e picados

Peneire a farinha, o fermento em pó, o sal e o bicarbonato numa tigela pequena e reserve.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga e as raspas de limão em velocidade média até obter uma mistura cremosa e homogênea. Junte o açúcar em fio e bata até incorporar completamente, cerca de 2 minutos. Acrescente as gemas, e em seguida o suco de limão e a baunilha, batendo bem por cerca de 1 minuto. Raspe as laterais da tigela com uma espátula de borracha/silicone algumas vezes para garantir que a mistura fique homogênea.
Reduza a batedeira para a velocidade baixa e junte os ingredientes secos em duas adições, batendo até que estejam quase incorporados. Retire a tigela da batedeira, junte o pistache e termine de misturar usando a espátula.
Divida a massa em quatro partes iguais e formate cada uma delas em um cilindro de pouco mais de 3,5cm de espessura (cerca de 15cm de comprimento). Embrulhe em filme plástico*, torcendo bem as pontas. Leve à geladeira por 1 hora ou até que fique bem firme (a massa pode ser guardada assim na geladeira por até 3 dias, ou congelada da mesma forma por 1 mês).
Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Com o auxílio de uma faca bem afiada, corte os tubinhos de massa em fatias de 6mm de espessura, virando o tubinho a cada 2 ou três cortes para que eles não percam o formato. Coloque as rodelinhas nas formas preparadas.
Asse por 8-9 minutos ou até que dourem levemente nas extremidades. Deixe nas formas por 2-3 minutos e então transfira os cookies para uma gradinha usando uma espátula fina de metal. Deixe esfriar completamente.
Guarde os cookies num recipiente hermético por até 3 semanas – coloque folhas de papel manteiga entre as camadas de cookies.

* sempre uso papel manteiga e uma régua para fazer rolinhos de massa de biscoito, como a Martha faz aqui – funciona super bem

Rend.: cerca de 60 biscoitinhos

terça-feira, maio 18, 2010

Macarons de maracujá

English version

Passion fruit macarons / Macarons de maracujá

A vida inteira ouvi que ser persistente valia a pena – e devo dizer que é verdade. Funciona em tantos níveis da vida, mas hoje vou me ater ao lado culinário da história. :)

Depois de conseguir duas levas mais ou menos – e de jogar muitas outras no lixo – finalmente consegui preparar macarons bonitos, com pezinhos e tudo! Eu realmente parecia uma louca dançando pela cozinha depois de tirar os macarons do forno. :)

Devo lhes contar que a minha aventura “macaronesca” bem sucedida só foi possível por causa do post riquíssimo, completo e cheio de detalhes da Ms. Humble – façam-lhe uma visita, pois ela tem um montão de receitas deliciosas, além de macarons lindos.

O recheio de maracujá é cortesia da querida Julia.

Macarons de maracujá

Casquinhas:
150g de farinha de amêndoas (amêndoas finamente moídas)
150g de açúcar de confeiteiro
120g de claras, temperatura ambiente
185g de açúcar granulado
50g de água
corante alimentício em gel (opcional)

Ganache de maracujá:
140g de chocolate amargo, picadinho*
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
4 colheres (sopa) de polpa de maracujá

Você precisará de 2-3 assadeiras grandes, de beiradas baixas, para esta receita; use assadeiras grossas, de alumínio de boa qualidade – se elas foram finas demais os macarons podem rachar no topo. Segui a dica da Ms. Humble e usei duas formas por vez, uma sobre a outra. Forrei uma delas com papel manteiga, outra com esse tapetinho (tipo Silpat) e outra com esse aqui e consegui os melhores resultados com o tapetinho de Teflon.

Prepare um saco de confeitar grande com um bico liso de pouco menos de 1cm – não usei bico, apenas cortei a pontinha do saco (usei descartável) com a tesoura. Pré-aqueça o forno a 160°-162°C – não recomendo fazer os macarons sem um termômetro de forno.

Você precisará também de um termômetro culinário, para que a calda de açúcar fique na temperatura exata. Metade das claras que usei havia ficado na geladeira por 4 dias (e antes tinha sido congelada por 2 semanas) e metade saiu de ovos frescos, que quebrei na hora.

Pese o açúcar de confeiteiro e a farinha de amêndoas e pulse-os algumas vezes no processador de alimentos. Transfira para uma tigela grande e reserve.
Pese 60g de claras e coloque-as na tigela grande da batedeira (certifique-se de que não haja traços de gemas nas claras e também de que a tigela e o batedor não tenham traços de umidade e/ou gordura). Separe 35g do açúcar granulado e deixe ao lado da batedeira.
Reserve os outros 60g de clara numa tigelinha.

Coloque os 150g de açúcar granulado restantes numa panelinha e junte os 50g de água. Coloque um termômetro culinário na mistura e leve ao fogo médio – use uma panelinha ou canequinha bem pequena para que a ponta do termômetro fique mergulhada na calda.
Quando a calda atingir 87°C, comece a bater as claras em velocidade média até que espumem – fique de olho na calda mesmo assim. Não misture a calda, apenas deixe ferver – a temperatura desejada é de 110°C. Quando as claras espumarem, adicione, aos poucos, o açúcar granulado reservado (35g) e bata em velocidade média até obter picos suaves.
Quando a calda atingir 110°C, retire do fogo, aumente a batedeira para a velocidade médio-alta e vá acrescentando a calda quente às claras, aos poucos, em fio – faça com que a calda escorra pela lateral da tigela, assim ela não atingirá o batedor e não espirrará nas laterais formando gotas que logo se tornam duras.
Agora relaxe, pois a pior parte já passou – continue batendo o merengue por mais 5-8 minutos ou ate que esfrie. Enquanto isso, misture os 60g de claras restantes à mistura de farinha+açúcar de confeiteiro até obter uma massa homogênea. Se for usar corante, acrescente-o agora, levando em conta que ao se adicionar o merengue a cor ficará mais clara.

Quando o merengue esfriar, junte-o à pasta de amêndoas, misturando rapidamente com uma espátula de silicone só até uniformizar - evite mexer demais pois quanto mais você misturar mais fina a massa ficará. A massa estará no ponto quando ao se levantar a espátula a mistura cair como uma fita grossa. Coloque a massa no saco de confeitar – caso a textura esteja correta, a mistura não vai sair muito rapidamente pelo bico (se sair muito rapidamente, você misturou demais e vai ter que começar tudo novamente).
Forme círculos de aproximadamente 3cm de diâmetro cada nas formas preparadas,deixando alguns centímetros de distância entre uma e outra.
Ao completar, bata a assadeira na pia com jeitinho, para eliminar bolhas de ar – se aparecerem na superfície dos macarons, fure-as com um palito de dente (esqueci de fazer isso, mas não teve problema).
Deixe os macarons descansarem por 15 minutos (podem ficar por mais tempo, mas a casquinha ficará mais espessa).
Asse a 160-162°C por 14 minutos.
Retire do forno e remova o papel/Silpat da assadeira, deixando os macarons esfriarem completamente antes de retirá-los (cerca de 1 hora). Remova-os com cuidado – se tiver dificuldade, coloque-os no freezer por 5 minutos e tente novamente.

Prepare o ganache: aqueça o creme de leite numa panelinha até que comece a ferver. Despeje sobre o chocolate, aguarde 2-3 minutos e então misture até homogeneizar. Deixe esfriar levemente e acrescente a polpa de maracujá. Cubra e leve à geladeira até engrossar/firmar. Transfira para um saco de confeitar e recheie os macarons.

Guarde as casquinhas dos macarons num recipiente hermético na geladeira. Deixe-os em temperatura ambiente antes de rechear e servir.

* usei chocolate com 70% de cacau e o recheio não ficou nada doce – caso queira, use um chocolate meio-amargo (54% de cacau, por aí)

Rend.: 50 macarons (recheados)

segunda-feira, maio 17, 2010

Pãezinhos com especiarias e caramelo

English version

Sticky caramel buns / Pãezinhos com especiarias e caramelo

Há algumas semanas eu e a Ana Elisa combinamos um café e foi tão gostoso! Conversamos muito, descobrimos mil coisas em comum, enfim, eu já a achava uma querida no mundo virtual e acabei confirmando que ela é assim também no mundo de carne e osso. :)

Depois vi que ela havia me desenhado no Moleskine dela e fiquei feliz . :)

Pães são a cara da Ana – ela é expert em prepará-los – e por isso o post de hoje tem estes pãezinhos doces, adaptados daqui.

Pãezinhos com especiarias e caramelo
adaptados da Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

Massa:
5g de fermento biológico seco
2/3 xícara (160ml) de leite integral morno
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo comum
7 cravos-da-índia
½ xícara (100g) de açúcar refinado
raspas da casca de 1 laranja
½ xícara + 2 colheres (sopa) - 140g - de manteiga sem sal, amolecida
manteiga extra e açúcar mascavo para preparar as forminhas

Recheio de caramelo e especiarias:
1/3 xícara + ½ colher (sopa) - 82g - de manteiga sem sal, amolecida
1/3 xícara (58g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
2 colheres (sopa) de canela em pó
¼ colher (chá) de pimenta da jamaica moída

Calda de caramelo:
1 xícara + 1 ½ colheres (sopa) - 218g - de açúcar refinado
1 ½ colheres (sopa) - 21g - de manteiga sem sal, picada

Junte o fermento com metade do leite (1/3 xícara – 80ml) numa tigela, misture para dissolver o fermento, e então adicione 2 ½ colheres (sopa) de farinha de trigo, mexendo até homogeneizar. Cubra e deixe num canto quentinho da cozinha até dobrar de volume (30 minutos).
Enquanto isso, coloque os cravos num potinho refratário, junte 3 colheres (sopa) de água fervente, cubra e deixe em infusão por 15-20 minutos. Coe e reserve o líquido.

Misture o açúcar, as raspas de laranja, a manteiga, a farinha restante, o leite restante e a mistura de fermento na tigela grande da batedeira e, usando o batedor em formato de gancho, misture até uma massa se formar (2-3 minutos). Comece a acrescentar o chazinho de cravos, um pouquinho a cada vez, e continue misturando na batedeira, até a massa se tornar homogênea e um pouquinho grudenta (4-5 minutos – você talvez nem precise usar todo o líquido). Transfira a massa para uma tigela grande, untada com manteiga, cubra com filme PVC e deixe num lugar quentinho da cozinha até dobrar de volume (45 minutos-1 hora).
Enquanto isso, prepare o recheio de especiarias: junte todos os ingredientes numa tigelinha, misture bem e reserve.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Transfira a massa para uma superfície ligeiramente enfarinhada e abra com o rolo, formando um retângulo de 18x50cm – a massa era extremamente macia, então eu a abri sobre um pedaço grande de papel manteiga enfarinhado, o que ajudou muito na hora de enrolar a massa num cilindro. Espalhe o recheio de forma homogênea sobre a massa e, começando pelo lado mais longo, enrole como um rocambole. Corte em 12 pedaços iguais e coloque cada pedaço, com o lado cortado virado para cima, numa forminha de canelé bem untada com manteiga e generosamente polvilhada com açúcar mascavo*. Coloque as forminhas numa assadeira e deixe a massa descansar por 10 minutos. Leve ao forno e asse até que os pãezinhos cresçam e dourem (25-30 minutos – se eles começarem a dourar depressa demais cubra a forma frouxamente com papel alumínio). Retire do forno, desenforme em seguida e transfira para uma gradinha para esfriar – cuidado para não se queimar com o caramelo quente.
Prepare a calda de caramelo: junte o açúcar e 1/3 xícara (80ml) de água numa panelinha e leve ao fogo médio-alto, mexendo até o açúcar dissolver. Pare de misturar e cozinhe até obter um caramelo de tom escuro (4-5 minutos). Retire do fogo, junte a manteiga e mais ¼ xícara (60ml) de água, misturando – cuidado pois o caramelo pode espirrar.
Sirva os pãezinhos morninhos ou em temperatura ambiente, cobertos com a calda de caramelo. Os pãezinhos ficam mais gostosos no dia em que são preparados.

* usei doze forminhas para muffin com capacidade para 1/3 xícara (80ml)

Rend.: 12 unidades

sexta-feira, maio 14, 2010

Turtle brownies

English version

Turtle brownies

Fui uma boa menina a semana inteira e lhes ofereci doces à base de frutas (os meus preferidos, pra ser sincera). Mas já que vocês são tão queridos e me tratam tão bem, e sei que adoram chocolate, hoje lhes trago brownies – afinal de contas é sexta-feira e vocês merecem começar o final de semana de um jeito bem doce. :)

Turtle brownies
daqui

- xícara medidora de 240ml

Brownies:
¼ xícara (56g) de manteiga sem sal + um tiquinho extra pra untar a forma
84g de chocolate amargo (70% de cacau), picado
½ xícara (70g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (200g) de açúcar refinado
2 ovos grandes
¼ xícara (60ml) de leite integral
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Cobertura:
1 xícara (200g) de açúcar refinado
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco
1 colher (chá) de extrato de baunilha
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (110g) de pecãs, levemente tostadas e picadas

Pré-aqueça o forno a 160°C. Unte uma forma quadrada de 20cm com manteiga e forre-a com papel alumínio, deixando sobrar para fora da forma, formando “alças” de 5cm. Unte o papel com manteiga, mas não as “alças”. Reserve.
Prepare a massa do brownie: junte o chocolate e a manteiga numa tigela refratária e leve ao banho-maria. Misture algumas vezes até derreter. Deixe esfriar um pouquinho.
Junte a farinha, o fermento em pó e o sal numa tigela média. Reserve.
Coloque o açúcar e os ovos na tigela grande da batedeira e, usando o batedor de arame, bata em velocidade média até obter um creme bem fofo e claro, cerca de 4 minutos. Junte a mistura de chocolate, o leite e a baunilha e misture. Reduza para a velocidade baixa e acrescente os ingredientes secos. Bata para incorporar bem e raspe as laterais da tigela com uma espátula de borracha/silicone.
Despeje a massa na assadeira preparada. Asse por 27-30 minutos ou até que ao enfiar um palito no centro do brownie ele saia com alguns farelinhos, não totalmente seco. Deixe esfriar sobre uma gradinha.
Agora, a cobertura: junte 1/3 xícara (80ml) de água e o açúcar numa panela média e leve ao fogo médio-alto, mexendo somente até dissolver o açúcar. Quando a mistura começar a ferver, não mexa mais, e remova os cristais de açúcar que possam se formar nas laterais da panela com um pincel mergulhado em água fria. Continue a cozinhar, girando a panela algumas vezes (sem mexer com colher ou espátula), até ficar com cor de caramelo, 5-7 minutos.
Retire do fogo e imediatamente acrescente o creme de leite, a baunilha e o sal – cuidado, pois a mistura vai borbulhar bastante e pode espirrar. Misture com uma espátula de silicone até homogeneizar. Junte as pecãs e misture até o caramelo começar a esfriar e ficar mais espesso, cerca de 1 minuto.
Derrame a mistura sobre o brownie já frio, espalhando bem com uma espátula. Leve à geladeira até esfriar e firmar, 30 minutos-1 hora.
Remova o brownie inteiro da assadeira com o auxílio das “alças” de papel alumínio e corte em 16 quadradinhos, limpando a faca com um pano úmido e quente a cada corte. Deixe os brownies 15 minutos fora da geladeira antes de servir.
Os brownies podem ser guardados em um recipiente hermético na geladeira por até 2 dias – os meus ficaram na geladeira o tempo todo porque a cobertura ficava mole demais e escorria em temperatura ambiente.

Rend.: 16 unidades

quarta-feira, maio 12, 2010

Tortinhas de pêra e amêndoas em xícaras

English version

Pear almond pies in cups / Tortinhas de pêra e amêndoas em xícaras

Um dos meus escritores favoritos escreveu em uma de suas peças: “Posso resistir a tudo, menos às tentações”. Bem, posso dizer que quando vi estas tortinhas lindas soube que não resistiria – teria de prepará-las.

Espero que vocês também não resistam. :)

Pear almond pies in cups / Tortinhas de pêra e amêndoas em xícaras

Tortinhas de pêra e amêndoas em xícaras
do Simple Essentials Fruit

4 pêras firmes, descascadas mas ainda com os cabinhos
1 xícara (200g) de açúcar refinado
2 paus de canela
4 xícaras (960ml) de água

Recheio de amêndoas:
¾ xícara + 1 colher (sopa) – 162g – de açúcar refinado
40g de manteiga sem sal, amolecida
½ colher (chá) de extrato de baunilha
¾ xícara (180ml) de creme de leite fresco
2 ovos, claras e gemas separadas
1 xícara (100g) de farinha de amêndoas (amêndoas finamente moídas)
¼ xícara + ½ colher (sopa) - 40g - de farinha de trigo com fermento, peneirada

Coloque as pêras, o açúcar, a canela e a água numa panela. Cubra, leve ao fogo baixo até começar a ferver e então cozinhe as frutas por 15-20 minutos ou até que fiquem macias – o tempo de cozimento vai depender do quão durinhas as suas pêras estiverem antes de irem ao fogo. Retire do fogo e deixe esfriar.
Pré-aqueça o forno a 180°C.
Coloque o açúcar, a manteiga, a baunilha, o creme de leite, as gemas, a farinha de amêndoas e a de trigo na tigela da batedeira e bata até obter um massa espessa. Em outra tigela, bata as claras até obter picos suaves. Junte as claras à massa delicadamente, com o auxílio de uma espátula de borracha/silicone, misturando de baixo para cima. Divida a massa entre quatro potinhos ou xícaras refratárias com capacidade para 1 ½ xícaras (360ml) cada*. Arrume uma pêra no meio de cada xícara e leve ao forno por 30 minutos ou até que o recheio doure e firme.

* usei xícaras um tantinho menores, por isso parecem tão cheias

Rend.: 4 porções

sexta-feira, maio 07, 2010

Bolo de banana com sementes de papoula e calda de limão siciliano

English version

Banana poppy seed cake with lemon glaze / Bolo de banana com sementes de papoula e calda de limão siciliano

Semana passada a Ana Elisa perguntou aos seus seguidores se eles preferiam que ela postasse uma receita com maçã ou banana – eu votei na de banana, mas a de maçã acabou ganhando e ela publicou estas maçãs fritas deliciosas, receita que guardei na mesma hora. :)

Teremos bananas por aqui, então, na forma de um bolo macio e deliciosamente úmido, feito com bananas que tinham morado no meu freezer por 2 meses.

Banana poppy seed cake with lemon glaze / Bolo de banana com sementes de papoula e calda de limão siciliano

Bolo de banana com sementes de papoula e calda de limão siciliano
do Baking for All Occasions

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 ¾ xícaras (245g) de farinha para bolos*
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de sementes de papoula
¾ xícara (170g/2 pequenas ou 1 grande) de bananas maduras e amassadas com um garfo
1/3 xícara + 1 colher (sopa) - 90ml - de buttermilk
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
¾ xícara (150g) de açúcar granulado
2 ovos grandes, ligeiramente batidos

Calda:
½ xícara (70g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
raspas da casca de 1 limão siciliano
1 ½ colheres (sopa) de suco de limão siciliano

Pré-aqueça o forno a 180°C – você vai assar o bolo no centro do forno.
Unte com manteiga uma forma redonda de 25cm de diâmetro (e 5cm de altura), com capacidade para 10 xícaras (2,5l), forre o fundo com papel manteiga, unte o papel e polvilhe tudo com farinha de trigo, removendo o excesso**. Tenha todos os ingredientes em temperatura ambiente.
Peneire a farinha, o fermento em pó, o bicarbonato, a canela o sal numa tigela pequena. Junte as sementes de papoula e reserve. Numa outra tigelinha, misture a banana e o buttermilk.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga em velocidade médio-baixa até que fique cremosa e homogênea, 30-45 segundos. Desligue a batedeira e raspe as laterais da tigela com uma espátula de borracha/silicone. Em velocidade média, acrescente o açúcar, de maneira contínua, e continue batendo até a mistura ficar mais clara e leve, 2-3 minutos. Desligue a batedeira e raspe as laterais da tigela com uma espátula de borracha/silicone.
Com a batedeira em velocidade média, adicione os ovos, 2 colheres (sopa) a cada vez, batendo bem a cada adição para incorporar. Continue batendo até a massa ficar cremosa e bem clarinha – o processo de adição dos ovos vai levar cerca de 2 minutos. Agora, na velocidade mais baixa possível, junte a mistura de banana e buttermilk à massa e bata para incorporar. Desligue a batedeira - com o auxílio da espátula de borracha/silicone, misture os ingredientes secos em três adições. A cada adição, raspe as laterais da tigela com uma espátula de borracha/silicone e continue misturando até obter uma massa homogênea. Transfira a massa às colheradas para a assadeira preparada e leve ao forno até que cresça, doure e o bolo comece a se soltar das laterais da forma, 35-40 minutos (comece a checar aos 30).
Retire do forno e coloque a forma sobre uma gradinha. Deixe esfriar 10 minutos e então, com bastante cuidado, desenforme sobre outra gradinha. Retire o papel manteiga e deixe esfriar completamente.
Prepare a calda: numa tigelinha, misture o açúcar e as raspas de limão. Vá adicionando o suco aos poucos, misturando até obter a consistência desejada. Regue o bolo com a calda.

* farinha especial para bolos feita em casa: retire 2 colheres (sopa) de 1 xícara (140g) de farinha de trigo comum e adicione 2 colheres (sopa) de amido de milho

** usei uma forma de furo central com capacidade para 6 xícaras (1,4l)

Rend.: 8-10 porções

Barrinhas de macadâmia e xarope de bordo

English version

Macadamia maple sticky bars / Barrinhas de macadâmia e xarope de bordo

Tenho recebido vários emails com sugestões bem bacanas para o blog, como o recebimento de atualizações por email, a opção de imprimir as receitas... Apesar de ter adorado todas elas, levei um tempão para colocá-las em prática e adicionar todos os widgets ao blog – não sou nada techie, gente. :)

Agora estão todas aqui e espero que gostem! Ah, me contem se alguma delas não estiver funcionando direito, por favor.

Falando em tempo, preparei estas barrinhas em quase nenhum e deu até para descansar um pouquinho no sofá, vendo TV – estava passando “Tubarão” no Telecine Cult – enquanto a base firmava na geladeira.

Macadamia maple sticky bars / Barrinhas de macadâmia e xarope de bordo

Barrinhas de macadâmia e xarope de bordo
um nadinha adaptadas daqui

- xícara medidora de 240ml

Base:
1 ¼ xícaras (175g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal
¼ xícara (35g) de macadâmias tostadas e picadas
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
¼ xícara (44g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
1 colher (chá) de xarope de bordo

Cobertura:
6 colheres (sopa) - 84g - de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara (140g) de macadâmias tostadas e picadas
¼ colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo claro – aperte-o na colher na hora de medir
1 colher (chá) de xarope de bordo
¼ xícara + 1 ½ colheres (chá) de açúcar granulado
2 colheres (sopa) de glucose de milho – usei Karo
3 colheres (sopa) de creme de leite fresco

Unte uma forma quadrada de 20cm com manteiga e forre-a com papel alumínio, deixando uma sobra de 5cm de dois lados, formando alças. Unte o papel com manteiga (mas não as alças).
Comece pela base: misture a farinha, o sal e as macadâmias numa tigelinha.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar mascavo até obter um creme claro e fofo. Junte os ingredientes secos e o xarope de bordo e misture em velocidade baixa até obter uma massa. Forre o fundo da forma preparada com a massa de maneira homogênea e leve à geladeira por 30 minutos – enquanto isso, pré-aqueça o forno a 180°C.
Asse a base até firmar no centro e ficar levemente dourada, 22-25 minutos. Transfira a assadeira para uma gradinha e deixe esfriar um pouquinho.

Agora, a cobertura: junte a manteiga e as macadâmias numa panelinha. Leve ao fogo médio-alto, misturando constantemente, até a manteiga espumar bastante e as macadâmias soltarem um cheirinho gostoso, 2-3 minutos. Acrescente o sal, o açúcar mascavo, o xarope de bordo, o açúcar granulado, a glucose de milho e o creme de leite. Cozinhe, mexendo sempre, por 2 minutos e então esparrame sobre a base. Deixe esfriar completamente. Passe uma faca pelas laterais da forma e, usando as alças de papel alumínio, remova o quadrado inteiro de dentro da assadeira. Corte em 16 barrinhas – eu levei a forma à geladeira para firmar o caramelo e tornar o corte das barrinhas mais fácil.
AS barrinhas podem ser guardadas em potes herméticos por até 3 dias.

Rend.: 16 unidades

quarta-feira, maio 05, 2010

Cupcakes de baunilha com cobertura de água de rosas

English version

Vanilla cupcakes with rosewater icing / Cupcakes de baunilha com cobertura de água de rosas

Finalmente assisti a “Alice no País das Maravilhas”, mas não posso dizer que gostei... Achei histérico demais, mesmo pro Burton.

Os destaques do filme para mim foram Alan Rickman como a Lagarta – tem como não amar a voz desse homem? – e Helena Bonham Carter; apesar de eu ter usado rosas bem clarinhas nestes cupcakes, acho a Rainha de Copas, com sua obsessão por rosas vermelhas, muito mais divertida. :)

Vanilla cupcakes with rosewater icing / Cupcakes de baunilha com cobertura de água de rosas

Cupcakes de baunilha com cobertura de água de rosas
da Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

250g de manteiga sem sal, amolecida
1 ¼ xícaras + 2 colheres (sopa) - 274g - de açúcar refinado
1 fava de baunilha, aberta com uma faca no sentido do comprimento, sementinhas removidas com as costas da faca
4 ovos
2 ¼ xícaras + 2 colheres (sopa) - 335g - de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1 xícara (240ml) de leite integral

Rosewater icing:
1 xícara + 1 ½ colheres (sopa) - 218g - de açúcar refinado
¼ xícara (60ml) de água
¼ colher (chá) de cremor tártaro
1 colher (chá) de água de rosas
3 claras
2-3 gotinhas de corante alimentício cor de rosa
24 flores de açúcar ou pétalas de rosas cristalizadas*, para decorar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Coloque a manteiga, o açúcar e as sementinhas/pasta de baunilha na tigela grande da batedeira e bata até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Peneire a farinha e o fermento sobre a mistura e bata até incorporar. Acrescente o leite e misture com uma espátula de borracha/silicone. Divida a massa entre 24 forminhas de muffin com capacidade para ½ xícara (120ml) cada forradas com forminhas de papel. Asse por 15-20 minutos ou até que cresçam e dourem (faça o teste do palito). Retire do forno e deixe esfriar completamente sobre uma gradinha.
Prepare a cobertura: junte o açúcar, a água, o cremor tártaro e a água de rosas numa panela e leve ao fogo alto, mexendo só até dissolver o açúcar. Deixe ferver – não mexa mais – e então abaixe o fogo para o mínimo, deixando ferver lentamente por 3 minutos. Enquanto isso, bata as claras na tigela grande da batedeira até que formem picos suaves. Com a batedeira ligada, vá derramando a calda de açúcar sobre as claras, batendo. Bata até que esfrie ligeiramente e fique uma cobertura espessa e brilhante. Adicione o corante e misture bem com uma espátula de borracha/silicone.
Com o auxílio de uma espátula, cubra os cupcakes com a cobertura e finalize decorando com uma florzinha de açúcar ou uma pétala de rosa cristalizada.

*para cristalizar as pétalas: coloque uma clara numa tigelinha e bata ligeiramente com um garfo. Pincele as pétalas limpas e secas com a clara e polvilhe com açúcar refinado, removendo o excesso. Deixe secar. Use flores orgânicas (sem pesticidas) para que possam ser consumidas

Rend.: 24 unidades – consegui 5 cupcakes fazendo ¼ da receita dos bolinhos, usando forminhas com capacidade para 1/3 xícara (80ml) e 1/3 da receita da cobertura

segunda-feira, maio 03, 2010

Crème brûlée de laranja

English version

Orange crème brûlée / Crème brûlée de laranja

Tentei escrever um post bacana para a receita de hoje mas não consigo parar de pensar que a minha foto do sorvete de coco ficou em segundo lugar no DMBLGIT de abril! :)

Já participei de várias edições do DMBLGIT mas nunca ganhara nada – é tão bom estar lá. E ver a minha colega querida Meeta lá, também, com seu brioche maravilhoso – nham!

Meu agradecimento especial à Julia por organizar o evento tão lindamente e aos super talentosos jurados.

Orange crème brûlée / Crème brûlée de laranja

Crème brûlée de laranja
adaptado da Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

¾ xícara (180ml) de creme de leite fresco
1/3 xícara (80ml) de leite integral
1 pedaço de casca de laranja (sem a parte branca) de aproximadamente 5cm
1 colher (sopa) de Cointreau
¼ xícara (50g) de açúcar refinado + um pouquinho extra para caramelizar
4 gemas

Pré-aqueça o forno a 150°C. Misture o creme de leite, o leite e o pedaço de casca de laranja numa panelinha de fundo grosso e leve ao fogo médio até quase ferver. Desligue o fogo, cubra a panela e deixe o líquido em infusão por 20 minutos. Acrescente o Cointreau.
Reaqueça o creme. Junte as gemas e o açúcar numa tigela e bata com um fuê até obter um creme espesso e claro. Misturando sem parar com o fuê, despeje metade do creme quente nas gemas – mexa continuadamente para que os ovos não cozinhem. Derrame o creme restante e misture bem. Passe por uma peneira fina, com o auxílio de uma concha, transfira a mistura para quatro potinhos refratários com capacidade para 100ml cada. Coloque-os dentro de uma assadeira de beiradas altas. Encha a assadeira com água fervente até que esta chegue à metade dos potinhos e cubra com papel alumínio. Leve ao forno por 25-30 minutos ou até o creme firmar – fique de olho pois a sobremesa pode assar antes disso. Retire do forno, deixe esfriar completamente e leve à geladeira por 3-4 horas ou até que o creme termine de firmar.
Cubra cada potinho com o açúcar extra e use um maçarico culinário para caramelizá-lo.

Rend.: 4 porções

Related Posts with Thumbnails